.

E http://dicasdaantenadaereciclada.blogspot.com/: Com dicas de locais interessantes, compras, decoração, diversão tendo por objetivo a reciclagem, o estar em dia com o que acontece contribuindo para você viver melhor!

.

Related Posts with Thumbnails

domingo, 14 de fevereiro de 2010

TIMIDEZ NO TRABALHO


A timidez atrapalha no trabalho?
Tudo depende do tipo de tímido e do tipo de chefe que ele tem.

Durante muito tempo a timidez foi encarada como um problema pessoal do tímido. Hoje, as pesquisas mostram que ela é determinada pela interação do tímido com as forças do ambiente de trabalho - e da cultura em geral.

Dada a natureza trepidante do mundo do trabalho, a timidez pode tornar as pessoas menos eficientes, é verdade. Os tímidos geralmente necessitam de mais tempo para se ajustar a situações novas e interagir com estranhos e superiores. Por outro lado, a maioria dos chefes e colegas de trabalho da atualidade é pouco paciente com quem demora para esquentar seus motores. A tolerância está cada vez mais rara no trabalho. Por isso, são comuns as avaliações apressadas sobre o funcionário tímido: "Ele é boa gente, mas é devagar demais...". Entretanto, os tímidos fazem tudo o que os extrovertidos fazem. Eles estudam, se formam, namoram, casam, têm filhos, ganham a vida, etc. A única diferença é que requerem mais tempo diante de situações novas. Mas, uma vez superada a dificuldade inicial, os tímidos entram de cabeça nas tarefas e procuram ser os melhores. Nas relações íntimas os tímidos são envolventes e tendem a ir fundo. Repetindo, eles precisam de mais tempo para chegar lá. Mas, uma vez chegando, dão um show de afeto e sinceridade.

Afinal, por que os tímidos demoram para engrenar?

Isso tem a ver com a dinâmica da timidez que, por sua vez, é determinada pela interação de fatores pessoais com fatores sociais.

Ao entrar numa roda nova de colegas de trabalho, por exemplo, os tímidos tendem a se comparar com os mais extrovertidos do grupo. É claro que a comparação lhes sai desfavorável. Eles concluem que tudo o que disserem tem de ser perfeito e esplendoroso. Isso agrava o seu problema. Eles ficam ensaiando consigo mesmo. Pensam e repensam nas palavras a serem usadas. Demoram. E ficam mais tímidos.Pior do que isso, os tímidos tendem a achar que os seus novos colegas estão identificando as suas fraquezas. Freqüentemente estão mesmo. Os tímidos percebem esses sinais no ar e acabam se esquecendo que muita gente é dominada pela timidez quando entra em um novo ambiente.

As pesquisas mostram que, diante de estranhos, 75% das pessoas mostram condutas tímidas. Quando entram numa nova roda social, cerca de 71% dos indivíduos comportam-se timidamente diante do sexo oposto, e 56% diante do mesmo sexo. Cerca de 48% das pessoas se mantém tímidas durante um bom tempo quando começam a trabalhar em uma nova empresa (Bernardo Carducci, Shyness: The New Solution, in Psychology Today, Janeiro de 2000).

Mas, a timidez pode ser reduzida e, sobretudo, entendida e trabalhada pelo tímido, assim como aceita pelo grupo. Quando isso ocorre, a satisfação aumenta. Por isso, para você que é chefe, vale à pena conceder uns minutos a mais para os tímidos. Eles podem trazer boas surpresas e ajudar muito no trabalho.

E para você que é tímido, procure lidar com a timidez. Não tente contrariar a sua natureza e sair contando piada na hora em que todos esperam concentração. Nem pense em ingerir bebidas alcoólicas e outras drogas para exibir uma extroversão artificial.

Assuma a sua timidez.

Procure chegar adiantado nas reuniões.

Não se preocupe com o seu silêncio inicial.

Comece a conversar com quem já chegou.

Revele o que você já sabe.

Seja franco sobre o que não sabe.

E enfatize muito a enorme vontade que você tem de saber mais.
 
Por: José PastoriFonte:
Publicado no Jornal da Tarde, 26/01/2000

Click no link do google.
Solicite informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

ALGUMAS DICAS SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIOS – LEI nº 11.788

Inovações e Adequações

A atualização da Lei de Estágio, sancionada em 25 de setembro de 2008,

A nova redação oferece mais segurança

jurídica para as empresas, regras mais claras para as instituições de

ensino e, sobretudo, melhores condições para o estudante


ANTES:
Alunos devidamente matriculados e freqüentando as salas de aula

dos cursos superior, técnico e do ensino médio e, de educação

profissional.
DEPOIS:
Alunos devidamente matriculados e freqüentando as salas de aulas

dos cursos superior, técnico, médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental. Estudantes estrangeiros regularmente matriculados em cursos superiores no País, autorizados e reconhecidos, observado o

prazo do visto temporário do estudante, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos..

ANTES:
• Ensino Médio: 04 (quatro) horas diárias e 20 (vinte) horas

semanais.

• Técnico: 06 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais.

• Superior: a Lei não definia horário.

DEPOIS:
• Estudantes de Educação Especial e dos anos finais do Ensino

Fundamental: 04 (quatro) horas diárias e 20 (vinte) horas

semanais.

• Estudantes do Ensino Superior, Técnico e de Ensino Médio: 06
(seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais.


ANTES:
Não havia limites na quantidade de estagiários nas Empresas.


DEPOIS:
Na contratação de estudantes do Ensino Médio:

• de 1 a 5 empregados: 1 estagiário

• de 6 a 10 empregados: até 2 estagiários

• de 11 a 25 empregados: até 5 estagiários

• acima de 25 empregados: até 20% de estagiários por casa (filial)

Obs. Quando o cálculo do percentual resultar em fração, poderá ser

arredondado para o número inteiro imediatamente superior.

Na contratação de estudantes de Graduação e Médio Profissional,

não há limite de estagiários.

Para as pessoas fica assegurado o

equivalente a 10% das vagas oferecidas pelas empresas.

portadoras de deficiência

– Somente algumas dicas, cartilha completa no site: http://www.estagioresponsavel.org.br/


Solicite informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Desvende 10 mitos que atrapalham a beleza do cabelo


Dormir com o cabelo molhado apodrece uma raiz?

Não. A raiz não apodrece, mas dormir com os cabelos molhados traz riscos para saúde. "Com uma região úmida e quente do couro cabeludo, podem surgir fungos e micoses, principalmente nas pessoas com tendência à formação de caspa", explica Gennaro.

Cortar o cabelo na fase certa da Lua faz com que ele cresça?

Não. O cabeleireiro afirma que a lua não interfere na Belezados fios. "Apesar do misticismo em volta da Lua, conseguiu provar até hoje ninguém dele uma verdade. O ideal é cortar o cabelo uma cada três meses, não importa ou uma estação do ano a fase da Lua".

O cabelo se acostuma com o xampu depois de 6 meses de uso?

Não. Quem causa prejuízo para o cabelo não é o xampu, mas o modo com que você lava os fios. "O xampu limpa e pronto. Mas algumas pessoas não retiram os produtos totalmente do cabelo nas lavagens, ficando com uma impressão de que o xampu não funciona mais", diz Gennaro.

Lavar o cabelo todos os dias causa uma queda?

Não. Não existe nenhuma ligação entre lavar os cabelos todos os dias ea queda dos fios, como explica o cabeleireiro da Condor. "O certo, realmente, é lavar todos os dias, a não ser que você tenha algum problema, ferimentos como no couro cabeludo", afirma.

Arrancar os fios brancos colabora com o Aparecimento de outros?

Não. Se você arrancar um fio branco, pode ficar tranqüila, não vão nascer mais sete. "Os fios brancos aparecem sendo arrancados ou não, o fato de arrancar um cabelo branco só vai CONTRIBUIR com uma dor, pois uma raiz desse fio Irá Imediatamente Produzir outro com fio como Nas mesmas características".

Água fria deixa os fios mais bonitos e saudáveis?

SIM. A água fria não abre as cutículas dos fios, deixando uma aparência mais bonita para o cabelo. "A temperatura da água fria danifica menos os fios porque ela não consegue abrir as cutículas. Com isso, o brilho fica mais evidente além de menos ressecar e de não deixar os cabelos oleosos demais", explica Gennaro Preite.

Condicionador na raiz deixa os cabelos mais oleosos e dá caspa?

SIM. O Condicionador COLABORA COM O aumento da oleosidade e, como tampa os poros capilares, aumenta a incidência de caspa. "Existem cabelos que possuem raiz oleosa eo condicionador aumenta ainda a produção de sebo. Já a caspa pode casos avançados em aparecer, já que o condicionador apenas Irá fazer o couro cabeludo ficar com excesso de umidade, tampando os poros capilares".

Esfregar as pontas com shampoo faz com que elas fiquem ressecadas mais?

Não. O cabelo DEVE ser lavado por inteiro. "Se for feito com cuidado, podemos esfregar as pontas, sem riscos de prejudicar a beleza dos fios. A lavagem Deve Ser feita por partes, começando pela raiz, descendo até o comprimento e, por último, chegando às pontas, mas essa esfregação DEVE ser feita com uma palma das mãos, sem colocar as unhas ", alerta o especialista.

Colocar Xampu Anticoncepcional não faz o cabelo crescer mais rápido?

Não. Hormônios "Os remédios são sintetizados desses, ou seja, entrar PRECISAM absorvidos na corrente sanguínea para Serem. Postos nenhum xampu, isso não chega acontecer um. O máximo é ter Irritação não couro cabeludo", explica o especialista.

O stress provoca queda de cabelo?

SIM. O estresse pode levar até mesmo à Calvície, já que absorve uma energia do corpo, como explica o cabeleireiro oficial da Condor. "O estresse absorve como energias que estão estocadas para outras atividades, além de liberar radicais livres que matam nossas células. Como o cabelo Necessita de uma grande quantidade de vitaminas e sais minerais para Permanecer em bom estado, ele sofre quando há uma queda desses nutrientes , começa a enfraquecer ea cair. "

Fonte:http://yahoo.minhavida.com.br/

Não deixe de solicitar informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Supermercados ecoeficientes procuram disseminar práticas de consumo consciente


Conceito de loja verde vai muito além de prédios que economizam água ou energia

Uma construção cujos impactos negativos sobre a natureza são minimizados, que use material proveniente de cadeias produtivas limpas e, sempre que possível, reciclado, além de possuir sistemas de uso racional de água e de otimização no consumo de energia proveniente de fontes renováveis. Esses são os principais critérios que precisam ser atendidos para que um edifício seja considerado ambientalmente correto, causando o menor impacto possível durante sua construção e seu uso.

No entanto, para uma loja de varejo, cumprir essas exigências é apenas a primeira de uma série de ações que podem contribuir para a preservação ambiental e para o desenvolvimento social. No Brasil, iniciativas que vão além da estrutura física dos prédios começam a ser incorporadas pelos grandes grupos de varejo, transformando as lojas verdes em lugares de disseminação de conceitos e práticas do consumo consciente.

Em junho de 2008, o Grupo Pão de Açúcar inaugurou, na cidade paulista de Indaiatuba, a primeira loja verde do Brasil. Além das características que permitem, por exemplo, menor gasto de água e energia, há iniciativas como uma seção de produtos orgânicos 50% maior do que existe habitualmente em lojas convencionais e um bicicletário para clientes e funcionários. O Walmart conta com duas lojas ecoeficientes — uma no Rio de Janeiro, outra em São Paulo — com mais de 60 itens que as diferenciam das lojas comuns, como maior economia de água e de energia e programas de gestão de resíduos sólidos. De acordo com rede, os novos hipermercados das bandeiras Walmart, Big, Bom Preço e Supercenter seguirão o modelo ecoeficiente.

Para as redes varejistas, o conceito de loja verde traz implícita a necessidade de ações de incentivo às práticas de consumo consciente e de sustentabilidade. “O que buscamos é um padrão que atenda a complexidade do conceito de sustentabilidade e não simplesmente a certificação do edifício como loja verde”, afirma Hugo Bethlem, vice-presidente do Grupo Pão de Açúcar.

Recicláveis nem saem da loja
Os pontos de recolha de material reciclável são a iniciativa mais comum de incentivo e auxílio aos consumidores para a prática do descarte correto dos resíduos. Nesses pontos, é possível descartar materiais feitos de plástico, papel, vidro e alumínio. Em geral, as embalagens constituem a maioria dos resíduos gerados no cotidiano doméstico. Por isso, começam a aparecer soluções que livram o consumidor brasileiro de verdadeiras gincanas para o acondicionamento de lixo dentro de casa.

A mais nova iniciativa propõe a reciclagem pré-consumo dentro das lojas. Na prática, o consumidor tem a possibilidade de descartar ainda no supermercado as embalagens desnecessárias, diminuindo significativamente o volume dos resíduos gerados dentro de casa.

No Grupo Pão de Açúcar, o programa foi lançado em março de 2008 e hoje está presente em 21 lojas. “Essa inovação auxilia a rentabilidade da indústria de reciclagem, porque ela recebe o material em condições ótimas de higiene e conservação, o que às vezes não acontece quando o material vem de casa”, afirma Hugo Bethlem. “São mais de 30 mil toneladas de resíduos que, desse modo, recebem a destinação correta, beneficiando as cooperativas de catadores”, contabiliza. “O mais importante, porém, é a conscientização das pessoas para o devido descarte de materiais recicláveis, poupando os aterros sanitários desse material.”

Fonte: Instituto Akatu: http://www.akatu.org.br/


Não deixe de solicitar informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com

CURIOSIDADE SOBRE O DIA DA SECRETÁRIA

O dia 30 de setembro foi escolhido como o dia da secretária, em homenagem a Lílian Sholes, nascida nesse dia no ano de 1850, filha de Christopher Sholes, um dos inventores da máquina de escrever. Lílian testou o invento do pai e foi a primeira mulher a escrever numa máquina em público.
Não há registros históricos que precisem uma data para o surgimento da profissão de secretário, mas estima-se ter sido no Egito 500 anos a.C. Os escribas, homens que dominavam a escrita, faziam contas, classificavam arquivos, redigiam ordens, podem ser considerados os antecessores do secretário.
A palavra secretária tem origem no latim e deriva dos termos secretarium - lugar retirado, conselho privado; secreta - particular, segredo.
Nos tempos bíblicos, vemos profetas no Velho Testamento como também o apóstolo Paulo no Novo Testamento, sendo assessorados por secretários, encarregados de registrarem as mensagens divinas. Na história recente da igreja, Ellen White também contava com o fiel trabalho de suas secretárias.
Durante a Idade Média, a função de secretário praticamente desapareceu face às condições políticas, econômicas e sociais. A função então passa a ser exercida, em parte, pelos monges nos mosteiros, que na realidade eram apenas copistas.
Com o ressurgir do comércio na Idade Moderna, a função reaparece na Europa e Estados Unidos, passando a ser exercida pela mulher, a partir das duas grandes guerra mundiais, devido à escassez de mão-de-obra masculina, desviada para os campos de batalha.
No Brasil, a mulher começou a atuar como secretária a partir dos anos 50, com a chegada das multinacionais. Nos anos 60 a profissão ganha status com a valorização por parte dos empresários brasileiros. Na década de 70, a secretária se torna membro ativo na gerência, e na década de 80, assessora.
Em 1969 é surge o primeiro curso superior de Secretariado Executivo na Universidade Federal da Bahia e, em 1985 a profissão é regulamentada com a assinatura da lei nº 7377 pelo Presidente José Sarney e a criação da Federação Nacional de Secretários em Curitiba.
A partir do século XXI exige-se da secretária o domínio da tecnologia, empreendedorismo, gerenciamento de tarefas diversificadas, capacidade de trabalhar com equipe multiprofissional com ênfase no relacionamento interpessoal.
Querida colega secretária: aproveite este texto para refletir sobre nossa profissão:
Faça dela um ministério e lembre-se de fazer tudo quanto te vier às mãos da melhor maneira possível e agradável. Parabéns você escolheu a profissão da doação. Ser secretária é ter o espírito de Cristo, espírito de serviço e amor ao próximo.
Fonte: http://www.ueb.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=499&Itemid=7

links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Solicite informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com

Hipertensão arterial

FONTE: WIKIPÉDIA

A hipertensão arterial (HTA) ou hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma das doenças com maior prevalência no mundo moderno e é caracterizada pelo aumento da pressão arterial, medida com esfigmomanômetro ("aparelho de pressão"), tendo como causas a hereditariedade, a obesidade, o sedentarismo, o alcoolismo, o estresse e outras (veja causas de Hipertensão, mais abaixo). A sua incidência aumenta com a idade.
Fatores de Risco
A hipertensão arterial pode ou não surgir em qualquer indivíduo, em qualquer época de sua vida, mas algumas situações aumentam o risco. Dentro dos grupos de pessoas que apresentam estas situações, um maior número de indivíduos será hipertenso. Como nem todos terão hipertensão, mas o risco é maior, estas situações são chamadas de fatores de risco para hipertensão. São fatores de risco conhecidos para hipertensão:[1]
• Idade: Aumenta o risco com o aumento da idade.
• Sexo: Até os 50 anos, mais homens que mulheres desenvolvem hipertensão. Após os 50 anos, mais mulheres que homens desenvolvem a doença.
• Etnia: Mulheres afrodescendentes tem risco maior de hipertensão que mulheres caucasianas.
• Nível sócio-econômico: Classes de menor nível sócio-econômico tem maior chance de desenvolver hipertensão.
• Consumo de sal: Quanto maior o consumo de sal, maior o risco da doença.
• Consumo de álcool: O consumo elevado está associado a aumento de risco. O consumo moderado e leve tem efeito controverso, não homogêneo para todas as pessoas.
• Obesidade: A presença de obesidade aumenta o risco de hipertensão.
• Sedentarismo: O baixo nível de atividade física aumenta o risco da doença.
Descrição
A hipertensão ocorre quando os níveis da [pressão arterial] encontram-se acima dos valores de referência para a população em geral. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS) os valores admitidos são:120x80mmHg, em que a pressão arterial é considerada ótima e 130x85mmHg sendo considerada limítrofe. Valores pressóricos superiores a 140x90mmHg denotam Hipertensão. Conforme a IV Diretrizes Brasileira de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia, compreende em estágios: 1 (leve - 140x90mmHg e 159x99mmHg), 2 (moderada - 160x100mmHg e 179x109mmHg) e 3 (grave - acima de 180x110mmHg). Qualquer indivíduo pode apresentar pressão arterial acima de 140x90mmHg sem que seja considerado hipertenso. Apenas a manutenção de níveis permanentemente elevados, em múltiplas medições, em diferentes horários e posições e condições (repouso, sentado ou deitado) caracteriza a hipertensão arterial. Esta situação aumenta o risco de problemas cardiovasculares futuros, como Infarto agudo do miocárdio e Acidente Vascular do tipo Cerebral, por exemplo. A possibilidade destes problemas é log-linear, ou seja, cresce de maneira contínua em uma escala logarítmica.
Hipertensão Arterial do Avental Branco
Hipertensão Arterial do Avental Branco é a situação na qual a média da pressão arterial determinada através de Monitorização ambulatorial de pressão arterial (MAPA) ou Monitorização residencial de pressão arterial (MRPA) está normal e a medida de pressão arterial em consulta médica está elevada.
Hipertensão Arterial Mascarada
Hipertensão Arterial Mascarada' ou Normotensão do Avental Branco é a situação na qual a média da pressão arterial determinada através de MAPA ou MRPA está elevada e a medida de pressão arterial em consulta médica está normal.
Sintomatologia
A hipertensão arterial é considerada uma doença silenciosa, pois na maioria dos casos não são observados quaisquer sintomas no paciente. Quando estes ocorrem, são vagos e comuns a outras doenças, tais como dor de cabeça, tonturas, cansaço, enjôos, falta de ar e sangramentos nasais. Esta falta de sintomas pode fazer com que o paciente esqueça de tomar o seu medicamento ou até mesmo questione a sua necessidade, o que leva a grande número de complicações.



links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossas apostilas "ASSISTENTE DE DIRETORIA", "ASSISTENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO" E "NOVA ORTOGRAFIA" alinemarc@ymail.com