.

E http://dicasdaantenadaereciclada.blogspot.com/: Com dicas de locais interessantes, compras, decoração, diversão tendo por objetivo a reciclagem, o estar em dia com o que acontece contribuindo para você viver melhor!

.

Related Posts with Thumbnails

domingo, 20 de dezembro de 2009

DEZ MARAVILHAS DA NATUREZA QUE VÃO DESAPARECER

AS BARREIRAS DE CORAIS: Recurso natural está por um fio de vida. O aumento da temperatura dos oceanos está levando à morte os organismos que dão vida aos corais - os chamados zooxanthellae, sem os quais eles viram esqueletos brancos no fundo do oceano.

AS TARTARUGAS HAWKSBILL: Com elevação dos mares, as praias onde esses animais costumam depositar ovos vão desaparecer. Medida preventiva adotada pelo WWF é a proteção de áreas internas em terra firme que, no futuro, poderão virar praias.

O DESERTO DE CHIHUAHUA: O deserto mais biodiverso da terra o Chihuahua - fica entre o México e os Estados Unidos. Cerca de mil das 3.500 espécies de plantas que vivem lá são endêmicas - ou seja, só ocorrem naquela região. Nas áreas montanhosas, vivem de ursos a onças. Dois importantes rios cruzam a região, o Grande e o Bravo. As cabeçeiras são alimentadas pelos degelos dos picos nevados Americanos, que a cada dia se revelam sob quantidade menor de neve.

A FLORESTA VALDIVA: A árvore da espécie Alerce talvez não sobreviva a mais esta era. Natural dessas florestas temperadas do Chile e da Argentina. Os cientistas, porém, estão incertos sobre o seu futuro diante do rápido derretimento dos glaciares andinos e da dramática mudança que o regime hídrico deve sofrer com esse degelo.

OS TIGRES DE SUNDARBANS: Sofrem pressão humana cada vez mais. A área tende a sumir e junto com ela diminuir cada vez mais a população do tigre de bengala que precisam de grandes territórios. As fortes tempestades e a elevação dos mares tendem a diminuir ainda mais este espaço.

FLORESTA COSTEIRA DO LESTE DA ÁFRICA: Na altura do sul da Somália até Maputo, em Moçambique. O comprometimento dessa mata pode causar sérios danos à agricultura africana, incêndios e novas epidemias de doenças como malária.

AS GELEIRAS DO HIMALAIA: Calcula-se que os glaciares diminuam 10 metros por ano e teme-se que o rápido derretimento provoque inundações em algumas regiões e escassez de água doce em outras, como na Índia.

SALMÕES SELVAGENS DE BERING: É refugio de gigantesca p0opulação de peixes, mariscos, pássaros, baleias, ursos polares, e outras espécies. Mas de 50% da pesca dos Estados Unidos e da Russia são feitos no mar de Bering. A expectativa é que nos próximos anos diferentes especies de animais nadem para Bering em busca de águas mais frescas.

RIO YANGTZE NA CHINA: Redução dos glaciares no Tibet e Himalaia tende a migrar a capacidade hídrica do Rio Yangtze - o mais longo da Ásia e o terceio mais extenso do mundo. a escassez dos seus recursos podem afetar o fornecimento de água, comida e eletricidade para mais de 450 mil pessoas. Pode comprometer uma das florestas temperadas mais ricas do mundo localizada no extremo oeste da China e o panda também terá seu habitats ameaçado pelas mudanças climáticas.

A FLORESTA AMAZONICA: Também chamada de Floresta Equatorial da Amazônia ou Hiléia Amazônica, é chamada pulmão do mundo. No Brasil a Amazônia é delimitada por área chamada Amazônia Legal, criada em 1966. Considerada pela Unesco em 2000 /2003 patrimônio da humanidade. O solo Amazônico é bastante pobre contendo apenas fina camada de nutrientes. Apesar disso, a floresta e a fauna mantêm-se em virtude do estado de equilíbrio (climax) atingido pelo ecosistema. Nas próximas décadas 60% da floresta pode ser convertida em savana, colocando em risco todo o equilíbrio do planeta.

Fonte: Jornal O Dia (20/12/2009) - WWF BRASIL /Portal O Eco

Coloquei o trailer do filme a baixo pois, eu vi. A mensagem de amor e preservação da vida, seja ela de qual tipo for, é muito linda e forte. Quer um conselho? Levem suas crianças para assistir este filme e depois expliquem a mensagem subliminar existente nele.

Precisamos educar nossas crianças nesse sentido.



quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

ESPERAMOS QUE A VELA DA ESPERANÇA NUNCA SE APAGUE DENTRO DE VOCÊ.



Nós do blog Antenada&Reciclada desejamos que todos vocês tenham um ótimo Natal e um maravilhoso Ano Novo.

No ano de 2010 continuaremos juntos nesta luta por um planeta melhor de se viver com mais equilibrio ecológico, mais saude e educação.
A todos os nossos seguidores, visitantes, amigos e colaboradores desejamos.
BOAS FESTA!

links do Google tem sempre uma novidade. Clique. Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA" alinemarc@ymail.com

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

DICAS PARA UMA CEIA DE NATAL SUSTENTÁVEL

Quando pensamos na noite de natal logo lembramos da ceia. E não é para menos. Tantas delícias não podiam passar despercebidas em uma época tão especial. Mas sabia que é possível transformar a sua noite de natal ainda mais sustentável mudando pequenos hábitos na hora de preparar o seu jantar?

1º Passo: Antes da Ceia

Liste tudo que irá utilizar para o jantar. Isso vai evitar o consumo desnecessário por impulso. Compre somente o necessário e suficiente, evite o disperdício. Faça o uso do consumo consciente.

2º Passo: Compras

Prefira os produtos a granel, principalmente os que utilizam poucas embalagens, assim irá reduzir os resíduos.Troque quando possível as embalagens de plástico ou isopor pelas feitas de materiais recicláveis. Com relação as bebidas, prefira as garrafas de vidro retornáveis. Leve sua sacola para o super mercado ou utilize caixas de papelão para transportar suas compras, evitando assim os danos ambientais causados pelas sacolas de plástico.

3º Passo: Durante a Ceia

Troque as frutas cristalizadas por frutas orgânicas da estação. Alimentos produzidos no local também são mais ecológicos. E assim você não irá agredir o meio ambiente. Evite os descartáveis como copos, toalhas, talheres e guardanapos. Prefira os materiais que possam ser reutilizados, como vidros, metais e panos. Isso evita o descarte e o aumento da quantidade de lixo que chega aos aterros todos os dias. Além disso, evitar o uso de produtos descartáveis impede que novas unidades sejam produzidas, economizando água, energia e outras matérias-primas.

4º Passo: Pós-Festa

Separe as caixas de papelão, papéis, latas e garrafas vazias e deposite nos coletores destinados a cada fim para sua reciclagem.Não esqueça de separar os resíduos orgânicos e o óleo de cozinha utilizado nas frituras, para serem encaminhados ao seu destino correto. Separe talheres e coloque em uma bacia d'água, para remover o excesso de sujeira e economizar água. Se você usou guardanapos de papel, passe-os nos pratos antes de lavá-los. Você também pode forrar os pratos com folhas e verduras. Além de dar um charme, isso ajuda a não engordurá-los demais e facilita a limpeza.

5º Último Passo: Ceia Farta

A ceia foi farta? Que tal fazer a gentileza de oferecer uma boa refeição para porteiros e vigias noturnos da sua rua ou condomínio? E mantenha aquele velho hábito de reaproveitar os pratos no dia seguinte, fazendo bolinhos de arroz, arroz de forno, farofa com a galinha caipira etc.


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Fumar ou parar de fumar? "Eis a questão!

Video bastante interessante contendo dicas práticas para quem quer mas não consegue parar de fumar.

Dê a sua nota e diga se já tentou isso.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

10 mil pessoas em uma praia Belga fazem dança em defesa do meio ambiente

ASSISTAM AO VÍDEO A BAIXO
Fonte: Folha Online
10 mil pessoas, + ou -, participaram de um vídeo em defesa do ambiente em uma praia belga de Ostende. Todos voluntários, dançaram uma coreografia para gravar um videoclipe "The Big Ask Again". Dirigidos pelo cineasta belga Nic Balthazar, o vídeo tem o intuito de apelo por ações urgentes contra o aquecimento global. Numa mensagem direta às lideranças mundiais que em dezembro farão parte da convenção da ONU sobre o clima, em Copenhague. Ao final do dia já eram 11 mil pessoas que se mobilizaram e foram chegando ao longo das gravações para participar do vídeo, numa atitude de mobilização a banda U2 cedeu os direitos autorais da música “magnificente” para trilha sonora do vídeo, esta manifestação foi no dia 29 de outubro de 2009 e a intenção e traduzir o vídeo em 30 idiomas. Quem puder fique de olho na convenção do clima em Copenhague, que será televisionada, líderes mundiais irão oficializar o tratado que provavelmente substituirá o Protocolo de Kyoto que finda em 2012. Vamos ficar de olho galera ainda tá em tempo de fazer algo por nós e pela natureza!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Segundo estudo da Pro Teste, metade dos protetores não resiste à radiação

FONTE: R7

Entre as dez marcas de protetor solar mais vendidas do mercado, apenas L’Oreal e Cenoura & Bronze são realmente eficazes, revelou uma pesquisa da Pro Teste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.
Fabricantes de protetores solares afirmam seguir a legislação
L’Oreal Solar Expertise foi a que teve melhor avaliação geral, seguida pelo Cenoura & Bronze. As marcas foram analisadas nos seguintes quesitos: rotulagem, composição, irritabilidade, hidratação, proteção, resistência e teste em uso.
Veja os resultados da pesquisa(tabela de eficiência das marcas):
http://entretenimento.r7.com/moda-e-beleza/noticias/fabricantes-de-protetores-solares-reprovados-em-pesquisa-dizem-seguir-a-legislacao-20091201.html
Na composição, a associação avaliou que a maior parte dos produtos possui um ingrediente potencialmente cancerígeno - o benzophenone-3 -, que é até proibido em outros países. Os que não possuem esse composto são L’Oreal, Cenoura & Bronze e Helioblock (da La Roche-Posay).
Todos os produtos testados oferecem proteção contra raios UVB, que são cancerígenos. Porém, Coppertone, Episol, Natura e Banana Boat têm, de acordo com o estudo, proteção UVA muito baixa (menor do que 30% do FPS, que é a medida considerada aceitável na Europa. No Brasil não há controle ou exigências sobre a proteção UVA).
Já sob o sol, muitas marcas não tiveram bom desempenho. Avon, Helioblock, Nivea, Banana Boat e Sundown não mantém nem 80% da proteção inicial após uma hora de uso. Depois da imersão em água por 30 minutos, o produto da Natura perdeu 30% da proteção inicial, enquanto a eficácia do Sundown caiu para 55%.
Confira também
• Fabricantes afirmam seguir a legislação
• Maquiagem com filtro solar não protege no verão
• Filtro solar só protege se aplicado na dose certa
Entre os rótulos, o produto que recebeu a pior nota foi o Helioblock, por apresentar informações em uma etiqueta muito pequena, de difícil leitura, segundo a Pro Teste. L’Oreal, Solar Expertise, Cenoura & Bronze e Natura ganharam pontos por indicar o fator de proteção UVA.
Também foi avaliada a viscosidade dos produtos – já que um creme não pode ser líquido demais, o que dificulta a dosagem, nem muito grosso, que fica difícil de dosar. Segundo a pesquisa, Helioblock e Cenoura & Bronze são muito líquidos, enquanto o Banana Boat é grosso demais.
No quesito hidratação, o protetor solar da Natura foi eleito o melhor, pois aumentou em 16% a textura da pele das pessoas que o experimentaram.

links do Google tem sempre uma novidade. Clique. Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA" alinemarc@ymail.com






domingo, 29 de novembro de 2009

PRECISO ENTENDER O EFEITO ESTUFA!!!

O EFEITO ESTUFA:

Os chamados gases do efeito estufa (GEE) formam uma película que aquece a terra em média 33 graus Celsius na superfície, o que permite a presença de água no estado líquido e, consequentemente, o desenvolvimento da vida. Se esse gases simplesmente não existissem esta temperatura média cairia para 18 graus negativos, inviabilizando o desenvolvimento da maioria das espécies existentes hoje.

QUANDO O EFEITO ESTUFA VIRA AQUECIMENTO GLOBAL:

o efeito estufa sozinho não é um vilão, o problema é o agravamento do efeito estufa. Se a tarefa dos GEE é reter o calor na terra, quanto maior a a concentração desses gases maior o calor armazenado por aqui. O resultado é o aquecimento global.

AMEAÇA GLOBAL:

Escassez de água e alimentos e propagação de doenças, assim como aumento de tempestades enchentes e erosões em algumas partes do mundo, enquanto outras podem sofrer com a seca. Pesquisa do INTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) e incluída em relatório do WWF aponta que área de 30% a 60% da floresta amazônica pode se transformar em savana, caso a região fique mais quente e seca. A desertificação pode resultar na perda de até 50% das terras agrícolas da América Latina segundo o painel intergovernamental de mudança climática (IPCC), órgão ligado à ONU. O calor ainda pode derreter geleiras e aumentar o nível do oceano entre 20 cm e 60% até o fim do século segundo previsões do IPCC, o que poderia ocasionar a submersão de cidades inteiras. Fonte: INICIATIVA VERDE (http://www.iniciativaverde.org.br/)

COMO ACONTECE O EFEITO ESTUFA:

1) O sol emitir radiação na direção da terra;
2) Parte dessa radiação é refletida pela atmosfera e volta para o espaço;
3) Da radiação que entra na atmosfera, parte é absolvida pela terra e parte é refletida na forma de radiação infravermelha - essa radiação infravermelha atravessa a atmosfera rumo ao espaço; 4) Mas parte dela é bloqueada e refletida novamente para a terra, principalmente pelos gases estufa. Este fenômeno é o EFEITO ESTUFA.
NOTÍCIA VEICULADA PELO JORNAL "O DIA DE 29/11/2009."

links do Google tem sempre uma novidade. Clique. Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA" alinemarc@ymail.com



quinta-feira, 19 de novembro de 2009

CIGARRO - DEPENDÊNCIA - PROIBIÇÕES!

Por que eu fumo?

Conforme a lei estadual antifumo, não é permitido fumar em ambientes coletivos total ou parcialmente fechados. A medida proíbe fumar até em ambientes abertos se não separados por barreiras físicas como toldos, marquises, muros, e vidraças do ambiente interno. Fumódromos não são permitidos.
Porém o sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes conseguiram isentar 2,2 milhões de estabelecimentos de cumprir a norma, mas os bares os locais que descumprirem esta norma e forem flagrados desobedecendo à lei, serão multados de R$ 3mil a R$ 30mil.
Em breve serão criados as “cigarrolândias” e os fumantes vão se encontrar em guetos assim como os usuários de craque, maconha e cocaína.
Fiquem atentos e se perguntem:
Será que vale a pena ser fumante?

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com


quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O Homem X Seu lixo!!!

O HOMEM E O LIXO

Quando se fala em reciclagem pensamos logo em papel, garrafa pet e outras coisas materiais, porém a partir dessa reportagem podemos ver que reciclar vai além de coisas materiais.
Chegamos à conclusão que não adianta movimentos revolucionários e aglomerações de multidões, muito menos revolta contra a humanidade que deixou chegar a esse ponto, basta que façamos a nossa parte, pois se eu fizer a minha em breve todos estarão fazendo a sua e aí será um todo.
Alguns dizem: - eu não moro no pólo norte, se o urso tá morrendo afogado lá é uma pena, mas eu to aqui.
Vou te contar um segredo: o desgelo no pólo norte é também o causador das enchentes no sul, o calor de 40 graus que está fazendo no Rio de Janeiro em plena prima vera é o mesmo calor que está fazendo no pólo norte e que está causando o desequilíbrio que estamos vendo.
Galera! Faço um apelo, ainda há tempo, vamos fazer o que nos cabe?
O mínimo que faço em minha casa é o óleo que utilizo pra fritar meus alimentos coloco em garrafas pet e chamo o disque óleo pra recolher evitando assim que seja jogado no ralo da pia e assim vá direto pros rios e ainda de quebra reaproveito a garrafa pet numa forma alternativa de reciclar. O jornal já lido entrego em uma oficina de pintura de carros, pois eles gastam muitos jornais além de sempre procurar uma caçamba de lixo quando estou na rua pra não deixar ali o lixo produzido por mim.

O que está acontecendo comigo e com você é um problema nosso!!!

Vejam este vídeo da séria (O HOMEM E O LIXO), produzido pela Record, muito bom!

http://videos.r7.com/saiba-mais-sobre-a-reciclagem-de-alimentos/idmedia/34ba79eb5a0521c44f96195f8a756f9d.html

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Imposto continua mais baixo apenas para eletrodomésticos que gastam menos energia


O governo abriu novas perspectivas para estimular o investimento em eficiência energética. Segundo o ministro da fazenda Guido Mantega, quanto maior for a economia na energia, maior será o desconto em tributos.


Esta é a segunda prorrogação na redução do IPI desde abril. Mas esta é apenas para produtos da linha branca - geladeiras, fogões, máquinas de lavar e tanquinhos - de maior eficiência energética. São aquelas que tem a letra "A" na etiqueta do Inmetro. A redução continuará até dia 31 de janeiro de 2010.


De acordo com Marco Antônio Saidel, professor do grupo de estudos de energia da Escola Politécnica da USP, ainda é cedo para ver o resultado, mas estima que haverá uma economia anual de 35 GWH por ano, o suficiente de energia para alimentar 20 mil residências médias brasileiras no mesmo período.


Curiosidades:



  • As geladeiras ficam ligadas o tempo todo e estão entre o aparelhos domésticos que mais gastam energia, são responsáveis por 21% do consumo doméstico. Uma geladeira com a etiqueta "A" pode consumir metade da energia consumida pela geladeira antiga. (Fonte Jornal Nacional)

  • Ao diminuir o tempo do banho de 12 para 6 minutos, foi economizado o suficiente para manter uma lâmpada acesa por 7 horas.

  • Evite guardar líquidos nem alimentos ainda quentes na geladeira, pois o motor vai ter de trabalhar mais para mantê-los frio e consomem mais energia.

  • Não desligue aparelhos somente no controle remoto (deixando no stand-by). O Stand-by é responsável por até 25% do consumo de energia dos equipamentos eletro-eletrônicos.

  • Utilize as lâmpadas fluorescentes. Elas economizam até 80% da energia em relação a lâmpada comum e duram até 13 vezes mais.

  • Economize água e energia lavando, de uma só vez, a quantidade máxima de roupa indicada pelo fabricante do aquipamento.

  • Ao passar a roupa acumule uma quantidade razoável de peças e passe tudo de uma vez só, esquentando o ferro de uma única vez. Comece pelas roupas delicadas que precisem de menos calor. No final, quando desligar o ferro, aproveite o calor para passar algumas roupas mais leves.


Fonte: Instituto Akatu, pelo consumo consciente/ Portal da Sustentabilidade



sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Earth Song (tradução)

Earth Song (tradução) - Michael Jackson

O que virou do nascer do sol?
E a chuva?
O que virou de tudo
Que você disse que iríamos ganhar?
E os campos de extermínio?
Vamos ter uma descanso?
E o que vai virar de tudo
Que você disse que era meu e teu?
Você já parou pra pensar
Sobre todo o sangue derramado?
Já parou pra pensar
Que a Terra, os mares estão chorando?
Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah
O que fizemos com o mundo?
Olhe o que fizemos
E a paz
Que você prometeu a seu único filho?
O que virou dos campos floridos?
Vamos ter um descanso?
O que virou de todos os sonhos
Que você disse serem teus e meus?
Você já parou pra pensar
Sobre todas as crianças mortas com a guerra?
Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah
Eu costumava sonhar
Costumava viajar além das estrelas
Agora já não sei onde estamos
Embora saiba que fomos muitos longe
Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah
Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah
O que vai virar do passado?
(E de nós?)
E os mares?
(E de nós?)
O céu está caindo
(E de nós?)
Não consigo nem respirar
(E de nós?)
E a terra sangrando?
(E de nós?)
Não conseguimos sentir as feridas?
(E de nós?)
E o valor da natureza?
(ooo, ooo)
É o ventre do nosso planeta
(E de nós?)
E os animais?
(E de nós?)
Fizemos de reinados, poeira
(E de nós?)
E os elefantes?
(E de nós?)
Perdemos a confiança deles?
(E de nós?)
E as baleias chorando?
(E de nós?)
Estamos destruindo os mares
(E de nós?)
E as florestas?
(ooo, ooo)
Queimadas, apesar dos apelos
(E de nós?)
E a terra prometida?
(E de nós?)
Rasgada ao meio pelos dogmas
(E de nós?)
E o homem comum?
(E de nós?)
Não podemos libertá-lo?
(E de nós?)
E as crianças chorando?
(E de nós?)
Não consegue ouvi-las chorar?
(E de nós?)
O que fizemos de errado?
(ooo, ooo)
Alguém me fale o porquê
(E de nós?)
E os bebês?
(E de nós?)
E os dias?
(E de nós?)
E toda a alegria?
(E de nós?)
E o homem?
(E de nós?)
O homem chorando?
(E de nós?)
E Abraão?
(E de nós?)
E a morte de novo?
(ooo, ooo)
A gente se importa?

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com



terça-feira, 3 de novembro de 2009

Vamos treinar a saciedade...

“Uma vez que ganho de peso e obesidade estão relacionados muito mais com sinais de saciedade comprometidos do que com fome excessiva, precisamos treinar alternativas para melhorar nossa saciedade”, recomenda a médica. Veja a seguir o que ela sugere: 1. Coma devagar – os sinais de saciedade são exercidos por substâncias químicas liberadas pelas células do trato digestivo que, como hormônios, são liberados na corrente sangüínea e alcançam os centros cerebrais que regulam fome e saciedade. “Quando comemos muito rápido, simplesmente não damos tempo para que isso ocorra ou quando essas substâncias alcançam o cérebro, já estamos com o estômago muito cheio.” 2. Faça refeições em intervalos regulares – ao pular uma das refeições, passamos mais de seis horas sem nos alimentar e isso simplesmente inviabiliza uma próxima refeição normal. “O jejum prolongado faz com que todos os sinais de fome sejam acionados e não sejamos seletivos na escolha da próxima refeição. Além disso, ao comermos a cada três horas, conseguiremos ter saciedade mais precoce e reduzimos tranquilamente o volume das refeições diárias”. 3. Faça sempre refeições balanceadas – nada de abolir os carboidratos do jantar, nada de comer somente salada e grelhado no almoço, mas também nada de comer apenas carboidratos. “A explicação é simples: a composição balanceada de uma dieta melhora o tempo de digestão e absorção dos alimentos, tornando mais prolongada a saciedade, uma vez que reduz a velocidade do esvaziamento gástrico”; 4. Adicione alimentos integrais e ricos em fibras à sua dieta – vale a pena mudar para o pão integral e para o arroz integral, comer saladas e frutas que são ricas em fibras, adicionar grão de bico ou feijão às saladas e utilizar cereais integrais em lanches. “Os alimentos ricos em fibras reduzem o esvaziamento gástrico, aumentando assim o tempo de saciedade após a refeição”; 5. Evite ingerir refeições volumosas – estas refeições condicionam nossa saciedade a uma ingestão sempre de grande volume de alimentos, fazendo com que só nos sintamos satisfeitos quando nosso estômago estiver muito cheio. “Isso acaba por criar um hábito de comer muito e só sentir saciedade quando ultrapassamos os limites”; 6. Não abra mão das saladas – geralmente, quando partimos diretamente para o prato principal, ingerimos um maior volume de alimentos. A saciedade depende também do volume do alimento. “As saladas, além de ricas em fibras, aumentam o volume do bolo alimentar e reduzem parte da fome com a qual iniciamos o prato principal. Isso pode ser facilmente exemplificado com as massas. Quando ingerimos um belo prato de saladas, antes do espaguete no domingo, precisamos de muito menos massa para sentirmos satisfeitos”; 7. Saciedade é treino e equilíbrio – isso é perceptível nos casos de ansiedade, quando passamos a ter maior necessidade de grandes volumes de alimento. “A ansiedade não nos permite saborear o alimento, nem sentir saciedade. Logo, é preciso exercitar equilíbrio e calma para fazer nossas escolhas alimentares e para nos sentirmos saciados com elas”; 8. Evite o comportamento beliscador – comer pequenas porções de alimento, várias vezes ao dia, compromete a saciedade, pois quem tem esse comportamento nunca tem fome suficiente para comer uma refeição, mas também nunca está totalmente sem fome para recusar guloseimas. “Esse modelo alimentar gera uma falta de saciedade crônica e a ingestão de grandes volumes de pequenas porções de alimentos, que, quando somadas resultam em muito mais calorias do que se ingere nas refeições convencionais”; 9. Não troque refeições por doces – esse comportamento resulta em desnutrição por falta dos alimentos básicos e fome crônica, uma vez que os doces são rapidamente absorvidos e elevam a produção de insulina muito rapidamente. Esse hormônio reduz o tempo de saciedade, resultando em sensação de fome precoce; 10. Não coma sem estar atento ao alimento – evite comer na frente do computador, assistindo à TV ou estudando. “Quando não observamos o que e o quanto comemos, grandes volumes são ingeridos sem a percepção da saciedade. É freqüente presenciarmos na saída de um cinema, após comer um balde de pipocas (1200 calorias), alguém perguntar aos acompanhantes onde eles irão jantar”. Dra. Ellen Simone Paiva Endocrinologista e Nutróloga Fonte: http://www.profissaobeleza.com.br/

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com


segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Dicas - 100 erros mais comuns


05/05

1. Já "foi comunicado" da decisão. Uma decisão é comunicada, mas ninguém "é comunicado" de alguma coisa. Assim: Já foi informado (cientificado, avisado) da decisão. Outra forma errada: A diretoria "comunicou" os empregados da decisão. Opções corretas: A diretoria comunicou a decisão aos empregados. / A decisão foi comunicada aos empregados.
2. Venha "por" a roupa. Pôr, verbo, tem acento diferencial: Venha pôr a roupa. O mesmo ocorre com pôde (passado): Não pôde vir. Veja outros: fôrma, pêlo e pêlos (cabelo, cabelos), pára (verbo parar), péla (bola ou verbo pelar), pélo (verbo pelar), pólo e pólos. Perderam o sinal, no entanto: Ele, toda, ovo, selo, almoço, etc.
3. "Inflingiu" o regulamento. Infringir é que significa transgredir: Infringiu o regulamento. Infligir (e não "inflingir") significa impor: Infligiu séria punição ao réu.
4. A modelo "pousou" o dia todo. Modelo posa (de pose). Quem pousa é ave, avião, viajante, etc. Não confunda também iminente (prestes a acontecer) com eminente (ilustre). Nem tráfico (contrabando) com tráfego (trânsito).
5. Espero que "viagem" hoje. Viagem, com g, é o substantivo: Minha viagem. A forma verbal é viajem (de viajar): Espero que viajem hoje. Evite também "comprimentar" alguém: de cumprimento (saudação), só pode resultar cumprimentar. Comprimento é extensão. Igualmente: Comprido (extenso) e cumprido (concretizado).
6. O pai "sequer" foi avisado. Sequer deve ser usado com negativa: O pai nem sequer foi avisado. / Não disse sequer o que pretendia. / Partiu sem sequer nos avisar.
7. Comprou uma TV "a cores". Veja o correto: Comprou uma TV em cores (não se diz TV "a" preto e branco). Da mesma forma: Transmissão em cores, desenho em cores.
8. "Causou-me" estranheza as palavras. Use o certo: Causaram-me estranheza as palavras. Cuidado, pois é comum o erro de concordância quando o verbo está antes do sujeito. Veja outro exemplo: Foram iniciadas esta noite as obras (e não "foi iniciado" esta noite as obras).
9. A realidade das pessoas "podem" mudar. Cuidado: palavra próxima ao verbo não deve influir na concordância. Por isso : A realidade das pessoas pode mudar. / A troca de agressões entre os funcionários foi punida (e não "foram punidas").
10. O fato passou "desapercebido". Na verdade, o fato passou despercebido, não foi notado. Desapercebido significa desprevenido.
11. "Haja visto" seu empenho... A expressão é haja vista e não varia: Haja vista seu empenho. / Haja vista seus esforços. / Haja vista suas críticas.
12. A moça "que ele gosta". Como se gosta de, o certo é: A moça de que ele gosta. Igualmente: O dinheiro de que dispõe, o filme a que assistiu (e não que assistiu), a prova de que participou, o amigo a que se referiu, etc.
13. É hora "dele" chegar. Não se deve fazer a contração da preposição com artigo ou pronome, nos casos seguidos de infinitivo: É hora de ele chegar. / Apesar de o amigo tê-lo convidado... / Depois de esses fatos terem ocorrido...
14. Vou "consigo". Consigo só tem valor reflexivo (pensou consigo mesmo) e não pode substituir com você, com o senhor. Portanto: Vou com você, vou com o senhor. Igualmente: Isto é para o senhor (e não "para si").
15. Já "é" 8 horas. Horas e as demais palavras que definem tempo variam: Já são 8 horas. / Já é (e não "são") 1 hora, já é meio-dia, já é meia-noite.
16. A festa começa às 8 "hrs.". As abreviaturas do sistema métrico decimal não têm plural nem ponto. Assim: 8 h, 2 km (e não "kms."), 5 m, 10 kg.
17. "Dado" os índices das pesquisas... A concordância é normal: Dados os índices das pesquisas... / Dado o resultado... / Dadas as suas idéias...
18. Ficou "sobre" a mira do assaltante. Sob é que significa debaixo de: Ficou sob a mira do assaltante. / Escondeu-se sob a cama. Sobre equivale a em cima de ou a respeito de: Estava sobre o telhado. / Falou sobre a inflação. E lembre-se: O animal ou o piano têm cauda e o doce, calda. Da mesma forma, alguém traz alguma coisa e alguém vai para trás.
19. "Ao meu ver". Não existe artigo nessas expressões: A meu ver, a seu ver, a nosso ver.

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Prêmio Saúde 2007 - Saúde da Criança

Quando pensei em criar um blog, pensei em criar algo que não fosse voltado apenas pra mim, queria que fosse algo que fizesse a diferença que ajudasse de alguma forma a melhorar o planeta, as pessoas e porque não a mim mesma?
Sempre tive vontade de ter um blog, mas sempre achei esquisita a forma como as pessoas escreviam em seus blogs falando de si mesmos como se ali fosse um diário, coisa que pra mim, diários sempre foram escritos em livretos trancados com cadeado, pois é, sou dessa época!
Mas uma noite tive um sonho em que um homem e uma mulher me diziam exatamente como deveria montar meu blog, este homem tinha o rosto do Cristo que se vê em filmes e pinturas e a mulher não conseguia ver o rosto, mas suas roupas eram tão brancas que nunca tinha visto um branco igual.
Acordei pela manhã e montei o blog e no mesmo instante ele teve muitas visitas e até hoje ele as tem, daí acredito que o blog cumpre com seu objetivo.
O vídeo que vou colocar aqui desta vez é sobre saúde, como comecei a fumar aos treze anos de idade e graças a Deus deixei esse vicio há dez anos e minha qualidade de vida mudou para melhor.
Coloco aqui um vídeo falando sobre o tabagismo.

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com



quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Dicas - 100 erros mais comuns


Parte 04/05

1. Não "se o" diz. É errado juntar o se com os pronomes o, a, os e as. Assim, nunca use: Fazendo-se-os, não se o diz (não se diz isso), vê-se-a, etc.
2. Acordos "políticos-partidários". Nos adjetivos compostos, só o último elemento varia: acordos político-partidários. Outros exemplos: Bandeiras verde-amarelas, medidas econômico-financeiras, partidos social-democratas.
3. Fique "tranquilo". O u pronunciável depois de q e g e antes de e e i exige trema: Tranqüilo, conseqüência, lingüiça, agüentar, Birigüi.
4. Andou por "todo" país. Todo o (ou a) é que significa inteiro: Andou por todo o país (pelo país inteiro). / Toda a tripulação (a tripulação inteira) foi demitida. Sem o, todo quer dizer cada, qualquer: Todo homem (cada homem) é mortal. / Toda nação (qualquer nação) tem inimigos.
5. "Todos" amigos o elogiavam. No plural, todos exige os: Todos os amigos o elogiavam. / Era difícil apontar todas as contradições do texto.
6. Favoreceu "ao" time da casa. Favorecer, nesse sentido, rejeita a: Favoreceu o time da casa. / A decisão favoreceu os jogadores.
7. Ela "mesmo" arrumou a sala. Mesmo, quanto equivale a próprio, é variável: Ela mesma (própria) arrumou a sala. / As vítimas mesmas recorreram à polícia.
8. Chamei-o e "o mesmo" não atendeu. Não se pode empregar o mesmo no lugar de pronome ou substantivo: Chamei-o e ele não atendeu. / Os funcionários públicos reuniram-se hoje: amanhã o país conhecerá a decisão dos servidores (e não "dos mesmos").
9. Vou sair "essa" noite. É este que desiga o tempo no qual se está ou objeto próximo: Esta noite, esta semana (a semana em que se está), este dia, este jornal (o jornal que estou lendo), este século (o século 20).
10. A temperatura chegou a 0 "graus". Zero indica singular sempre: Zero grau, zero-quilômetro, zero hora.
11. A promoção veio "de encontro aos" seus desejos. Ao encontro de é que expressa uma situação favorável: A promoção veio ao encontro dos seus desejos. De encontro a significa condição contrária: A queda do nível dos salários foi de encontro às (foi contra) expectativas da categoria.
12. Comeu frango "ao invés de" peixe. Em vez de indica substituição: Comeu frango em vez de peixe. Ao invés de significa apenas ao contrário: Ao invés de entrar, saiu.
13. Se eu "ver" você por aí... O certo é: Se eu vir, revir, previr. Da mesma forma: Se eu vier (de vir), convier; se eu tiver (de ter), mantiver; se ele puser (de pôr), impuser; se ele fizer (de fazer), desfizer; se nós dissermos (de dizer), predissermos.
14. Ele "intermedia" a negociação. Mediar e intermediar conjugam-se como odiar: Ele intermedeia (ou medeia) a negociação. Remediar, ansiar e incendiar também seguem essa norma: Remedeiam, que eles anseiem, incendeio.
15. Ninguém se "adequa". Não existem as formas "adequa", "adeqüe", etc., mas apenas aquelas em que o acento cai no a ou o: adequaram, adequou, adequasse, etc.
16. Evite que a bomba "expluda". Explodir só tem as pessoas em que depois do d vêm e e i: Explode, explodiram, etc. Portanto, não escreva nem fale "exploda" ou "expluda", substituindo essas formas por rebente, por exemplo. Precaver-se também não se conjuga em todas as pessoas. Assim, não existem as formas "precavejo", "precavês", "precavém", "precavenho", "precavenha", "precaveja", etc.
17. Governo "reavê" confiança. Equivalente: Governo recupera confiança. Reaver segue haver, mas apenas nos casos em que este tem a letra v: Reavemos, reouve, reaverá, reouvesse. Por isso, não existem "reavejo", "reavê", etc.
18. Disse o que "quiz". Não existe z, mas apenas s, nas pessoas de querer e pôr: Quis, quisesse, quiseram, quiséssemos; pôs, pus, pusesse, puseram, puséssemos.
19. O homem "possue" muitos bens. O certo: O homem possui muitos bens. Verbos em uir só têm a terminação ui: Inclui, atribui, polui. Verbos em uar é que admitem ue: Continue, recue, atue, atenue.
20. A tese "onde"... Onde só pode ser usado para lugar: A casa onde ele mora. / Veja o jardim onde as crianças brincam. Nos demais casos, use em que: A tese em que ele defende essa idéia. / O livro em que... / A faixa em que ele canta... / Na entrevista em que...

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Indústrias de Cosméticos voltadas para o meio ambiente







A revista Capricho em sua edição nº 1075, de julho de 2009, testou e aprovou dez cosméticos que ajudam a preservar o meio ambiente. Em todas as suas edições a revista escolhe vinte produtos para serem testados pelas meninas da revista. Destes são aprovados dez. Só que desta vez se preocuparam em avaliar qualidade no ponto de vista estético e proteção ao meio ambiente.






Os produtos são fabricados com ingredientes de origem vegetal (orgânicos), cultivados sem agrotóxicos ou aditivos químicos e em embalagens recicláveis. Prezando pela qualidade e o preço do produto.






Segundo a revista, não foi difícil encontrar, inclusive no último ano houve um crescimento na oferta deste tipo de cosmético. Isto mostra que as empresas estão cada vez mais conscientes, e aproveitam o gancho para destacar-se das outras marcas, usando o conceito de sustentável.






Veja alguns produtos desta lista:























Fonte: http://www.sustentabilidade.org.br/





terça-feira, 6 de outubro de 2009

SAUDE

VARIZES:
“Problemas vasculares nas pernas podem indicar que a saúde não está boa. Dor, vermelhidão e inchaço são sinais e sintomas que exigem cuidados médicos, sob pena de a pessoa sofrer uma trombose (entupimento de veia) e, posteriormente, risco de embolia pulmonar – que ocorre quando o coágulo que estava entupindo uma veia da perna se desprende e percorre o caminho do sangue, instalando-se em uma artéria pulmonar...”
FONTE: http://www.profissaobeleza.com.br/
Por isso separei esse vídeo:
Este é um mal que atinge não só às mulheres com também aos homens. Vamos ficar atentos!

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com




domingo, 4 de outubro de 2009

Olímpíadas 2016 no Rio! Promessa de Olimpíada ecológica!

Os membros da delegação brasileira garantem que a olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro poderá fazer os jogos olímpicos mais ecológicos da história. A despoluição da Lagoa Rodrigo de Freitas e a Baía Guanabara, fazem parte de uma série de propostas para neutralização de emissão de carbono.
Antes da delegação embarcar para Copenhagen, o comitê fez questão de participar de uma cerimonia de plantio de 3.500 árvores para neutralizar todo o carbono emitido durante o período de candidatura. No total irão neutralizar 716 toneladas de carbono, relativas ao período de Setembro de 2007 a Outubro de 2009. Inclusive em Dezembro deste ano, em Copenhagen, o Brasil participará de uma conferência sobre a mudança climática do mundo.
Após a inauguração da oitava elevatória, e a retirada de 300 ligações clandestinas de esgoto, no início do mês, a água da Lagoa Rodrigo de Freitas, já está no padrão dos jogos olímpicos. Com o investimento, houve uma redução da quantidade de coliformes fecais de 16 mil para 400 por cem militros, entre 2006 e 2009.
A recuperação da Baía de Guanabara e das lagoas da Barra da Tijuca e Jacarepaguá são outras promessas do comitê do Rio de 2016. Do programa de despoluição da Baía iniciado em 1995 e do programa de saneamento da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá iniciado em 2001 foi feito apenas uma extensão.
Hoje o nível de balneabilidade das praias da Ilha do Governador é o melhor em 30 anos. As praias de Paquetá já podem ser liberadas para o banho. O biólogo Mario Moscatelli acredita na despoluição das lagoas da Zona Oeste e da Baía de Guanabara. Há tecnologia e verba, mas tem que ser iniciada o quanto antes para ficar pronto até 2016.
Assista o vídeo que emocionou o mundo, apresentado na candidatura do Rio às olimpíadas de 2016. Cidade Maravilhosa!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O que é poluição:

Causas e consequências:

As causas apontadas pelos cientistas para justificar este fenômeno
podem ser naturais ou provocadas pelo homem. Contudo, cada vez mais
as pesquisas nesta área apontam o homem como o principal responsável.

Fatores como a grande concentração de agentes poluente na atmosfera
contribui para um aumento bastante significativo do efeito estufa.

No efeito estufa a radiação solar é normalmente devolvida pela Terra
ao espaço em forma de radiação de calor, contudo, parte dela é
absorvida pela atmosfera, e esta, envia quase o dobro da energia
retida à superfície terrestre. Este efeito é o responsável pelas
formas de vida de nosso planeta. Entretanto, os agentes poluentes
presentes na atmosfera o intensificam ocasionando um aumento de
temperatura bem acima do “normal”.

O fator que evidenciou este aquecimento foi à investigação das medidas
de temperatura em todo o planeta desde 1860. Alguns estudos mostram
ser possível que a variação em irradiação solar tenha contribuído
significativamente para o aquecimento global ocorrido entre 1900 e
2000.

Dados recebidos de satélite indicam uma diminuição de 10% em áreas
cobertas por neve desde os anos 60. A região da cobertura de gelo no
hemisfério norte na primavera e verão também diminuiu em cerca de
10% a 15% desde 1950.

Estudos recentes mostraram que a maior intensidade das tempestades
ocorridas estava relacionada com o aumento da temperatura da superfície
da faixa tropical do Atlântico. Esses fatores foram responsáveis, em
grande parte, pela violenta temporada de furações registrada nos
Estados Unidos, México e países do Caribe.

Curiosidade:

O Protocolo de Kyoto visa a redução da emissão de gases que promovem
o aumento do efeito estufa.
(O Protocolo de Kyoto é um instrumento internacional, ratificado em 15
de março de 1998, que visa reduzir as emissões de gases poluentes.
Estes, são responsáveis pelo efeito estufa e o aquecimento global. O
Protocolo de Kyoto entrou oficialmente em vigor no dia 16 de fevereiro
de 2005, após ter sido discutido e negociado em 1997, na cidade de
Kyoto (Japão).Objetivos e Informações: No documento, há um cronograma
em que os países são obrigados a reduzir, em 5,2%, a emissão de gases
poluentes, entre os anos de 2008 e 2012 (primeira fase do acordo). Os
gases citados no acordo são: dióxido de carbono, gás metano, óxido
nitroso, hidrocarbonetos fluorados, hidrocarbonetos perfluorados e
hexafluoreto de enxofre. Estes últimos três são eliminados
principalmente por indústrias.


O efeito estufa (português brasileiro) ou efeito de estufa (português
europeu)é um processo que ocorre quando uma parte da radiação solar
refletida pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases
presentes na atmosfera. Como consequência disso, o calor fica retido,
não sendo libertado para o espaço. O efeito estufa dentro de uma
determinada faixa é de vital importância pois, sem ele, a vida como a
conhecemos não poderia existir.

O que se pode tornar catastrófico é a ocorrência de um agravamento do
efeito estufa que destabilize o equilíbrio energético no planeta e
origine um fenómeno conhecido como aquecimento global.

Fontes: http://www.suapesquisa.com/
http://pt.wikipedia.org/
http://www.mundosites.net/biologia/


Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

Dicas - 100 erros mais comuns


PARTE 3/5

1. Ele foi um dos que "chegou" antes. Um dos que faz a concordância no plural: Ele foi um dos que chegaram antes (dos que chegaram antes, ele foi um). / Era um dos que sempre vibravam com a vitória.
2. "Cerca de 18" pessoas o saudaram. Cerca de indica arredondamento e não pode aparecer com números exatos: Cerca de 20 pessoas o saudaram.
3. Ministro nega que "é" negligente. Negar que introduz subjuntivo, assim como embora e talvez: Ministro nega que seja negligente. / O jogador negou que tivesse cometido a falta. / Ele talvez o convide para a festa. / Embora tente negar, vai deixar a empresa.
4. Tinha "chego" atrasado. "Chego" não existe. O certo: Tinha chegado atrasado.
5. Tons "pastéis" predominam. Nome de cor, quando expresso por substantivo, não varia: Tons pastel, blusas rosa, gravatas cinza, camisas creme. No caso de adjetivo, o plural é o normal: Ternos azuis, canetas pretas, fitas amarelas.
6. Lute pelo "meio-ambiente". Meio ambiente não tem hífen, nem hora extra, ponto de vista, mala direta, pronta entrega, etc. O sinal aparece, porém, em mão-de-obra, matéria-prima, infra-estrutura, primeira-dama, vale-refeição, meio-de-campo, etc.
7. Queria namorar "com" o colega. O com não existe: Queria namorar o colega.
8. O processo deu entrada "junto ao" STF. Processo dá entrada no STF. Igualmente: O jogador foi contratado do (e não "junto ao") Guarani. / Cresceu muito o prestígio do jornal entre os (e não "junto aos") leitores. / Era grande a sua dívida com o (e não "junto ao") banco. / A reclamação foi apresentada ao (e não "junto ao") Procon.
9. As pessoas "esperavam-o". Quando o verbo termina em m, ão ou õe, os pronomes o, a, os e as tomam a forma no, na, nos e nas: As pessoas esperavam-no. / Dão-nos, convidam-na, põe-nos, impõem-nos.
10. Vocês "fariam-lhe" um favor? Não se usa pronome átono (me, te, se, lhe, nos, vos, lhes) depois de futuro do presente, futuro do pretérito (antigo condicional) ou particípio. Assim: Vocês lhe fariam (ou far-lhe-iam) um favor? / Ele se imporá pelos conhecimentos (e nunca "imporá-se"). / Os amigos nos darão (e não "darão-nos") um presente. / Tendo-me formado (e nunca tendo "formado-me").
11. Chegou "a" duas horas e partirá daqui "há" cinco minutos. Há indica passado e equivale a faz, enquanto a exprime distância ou tempo futuro (não pode ser substituído por faz): Chegou há (faz) duas horas e partirá daqui a (tempo futuro) cinco minutos. / O atirador estava a (distância) pouco menos de 12 metros. / Ele partiu há (faz) pouco menos de dez dias.
12. Blusa "em" seda. Usa-se de, e não em, para definir o material de que alguma coisa é feita: Blusa de seda, casa de alvenaria, medalha de prata, estátua de madeira.
13. A artista "deu à luz a" gêmeos. A expressão é dar à luz, apenas: A artista deu à luz quíntuplos. Também é errado dizer: Deu "a luz a" gêmeos.
14. Estávamos "em" quatro à mesa. O em não existe: Estávamos quatro à mesa. / Éramos seis. / Ficamos cinco na sala.
15. Sentou "na" mesa para comer. Sentar-se (ou sentar) em é sentar-se em cima de. Veja o certo: Sentou-se à mesa para comer. / Sentou ao piano, à máquina, ao computador.
16. Ficou contente "por causa que" ninguém se feriu. Embora popular, a locução não existe. Use porque: Ficou contente porque ninguém se feriu.
17. O time empatou "em" 2 a 2. A preposição é por: O time empatou por 2 a 2. Repare que ele ganha por e perde por. Da mesma forma: empate por.
18. À medida "em" que a epidemia se espalhava... O certo é: À medida que a epidemia se espalhava... Existe ainda na medida em que (tendo em vista que): É preciso cumprir as leis, na medida em que elas existem.
19. Não queria que "receiassem" a sua companhia. O i não existe: Não queria que receassem a sua companhia. Da mesma forma: passeemos, enfearam, ceaste, receeis (só existe i quando o acento cai no e que precede a terminação ear: receiem, passeias, enfeiam).
20. Eles "tem" razão. No plural, têm é assim, com acento. Tem é a forma do singular. O mesmo ocorre com vem e vêm e põe e põem: Ele tem, eles têm; ele vem, eles vêm; ele põe, eles põem.
21. A moça estava ali "há" muito tempo. Haver concorda com estava. Portanto: A moça estava ali havia (fazia) muito tempo. / Ele doara sangue ao filho havia (fazia) poucos meses. / Estava sem dormir havia (fazia) três meses. (O havia se impõe quando o verbo está no imperfeito e no mais-que-perfeito do indicativo.)

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O Festival do Rio conta com mostras sobre o Meio Ambiente


O Festival do Rio é o maior festival de cinema da América Latina. Todo ano as principais produções dos festivais de Cannes entre outros são apresentados durante o evento. São mais de trezentos longas e curtas de mais de sessenta países.


O que vale destacar, que este ano, haverá apresentação de filmes com temas sobre o meio ambiente. Entre eles estão o filme alemão Plastic Planet, dirigido por Werner Boote , que aborda sobre a era do plástico, que tornou-se uma ameaça global. E o filme francês Nos Enfants Nous Accuseront (Nossos filhos nos acusarão), de Jean Paul Jaud, que conta sobre a ação destrutiva do homem sobre a natureza, onde as crianças são as principais vítimas desta ação. O tema central gira em torno do que o prefeito de uma pequena cidade no sul da França está fazendo para mudar este quadro.


Aí está uma dica para ter um final de semana Cosciente. Para maiores informações, acesse o site: www.festivaldorio.com.


Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Dicas - 100 erros mais comuns


Parte: 02/05
18. "Aluga-se" casas. O verbo concorda com o sujeito: Alugam-se casas. / Fazem-se consertos. / É assim que se evitam acidentes. / Compram-se terrenos. / Procuram-se empregados.
19. "Tratam-se" de. O verbo seguido de preposição não varia nesses casos: Trata-se dos melhores profissionais. / Precisa-se de empregados. / Apela-se para todos. / Conta-se com os amigos.
20. Chegou "em" São Paulo. Verbos de movimento exigem a, e não em: Chegou a São Paulo. / Vai amanhã ao cinema. / Levou os filhos ao circo.
21. Atraso implicará "em" punição. Implicar é direto no sentido de acarretar, pressupor: Atraso implicará punição. / Promoção implica responsabilidade.
22. Vive "às custas" do pai. O certo: Vive à custa do pai. Use também em via de, e não "em vias de": Espécie em via de extinção. / Trabalho em via de conclusão.
23. Todos somos "cidadões". O plural de cidadão é cidadãos. Veja outros: caracteres (de caráter), juniores, seniores, escrivães, tabeliães, gângsteres.
24. O ingresso é "gratuíto". A pronúncia correta é gratúito, assim como circúito, intúito e fortúito (o acento não existe e só indica a letra tônica). Da mesma forma: flúido, condôr, recórde, aváro, ibéro, pólipo.
25. A última "seção" de cinema. Seção significa divisão, repartição, e sessão equivale a tempo de uma reunião, função: Seção Eleitoral, Seção de Esportes, seção de brinquedos; sessão de cinema, sessão de pancadas, sessão do Congresso.
26. Vendeu "uma" grama de ouro. Grama, peso, é palavra masculina: um grama de ouro, vitamina C de dois gramas. Femininas, por exemplo, são a agravante, a atenuante, a alface, a cal, etc.
27. "Porisso". Duas palavras, por isso, como de repente e a partir de.
28. Não viu "qualquer" risco. É nenhum, e não "qualquer", que se emprega depois de negativas: Não viu nenhum risco. / Ninguém lhe fez nenhum reparo. / Nunca promoveu nenhuma confusão.
29. A feira "inicia" amanhã. Alguma coisa se inicia, se inaugura: A feira inicia-se (inaugura-se) amanhã.
30. Soube que os homens "feriram-se". O que atrai o pronome: Soube que os homens se feriram. / A festa que se realizou... O mesmo ocorre com as negativas, as conjunções subordinativas e os advérbios: Não lhe diga nada. / Nenhum dos presentes se pronunciou. / Quando se falava no assunto... / Como as pessoas lhe haviam dito... / Aqui se faz, aqui se paga. / Depois o procuro.
31. O peixe tem muito "espinho". Peixe tem espinha. Veja outras confusões desse tipo: O "fuzil" (fusível) queimou. / Casa "germinada" (geminada), "ciclo" (círculo) vicioso, "cabeçário" (cabeçalho).
32. Não sabiam "aonde" ele estava. O certo: Não sabiam onde ele estava. Aonde se usa com verbos de movimento, apenas: Não sei aonde ele quer chegar. / Aonde vamos?
33. "Obrigado", disse a moça. Obrigado concorda com a pessoa: "Obrigada", disse a moça. / Obrigado pela atenção. / Muito obrigados por tudo.
34. O governo "interviu". Intervir conjuga-se como vir. Assim: O governo interveio. Da mesma forma: intervinha, intervim, interviemos, intervieram. Outros verbos derivados: entretinha, mantivesse, reteve, pressupusesse, predisse, conviesse, perfizera, entrevimos, condisser etc.
35. Ela era "meia" louca. Meio, advérbio, não varia: meio louca, meio esperta, meio amiga.
36. "Fica" você comigo. Fica é imperativo do pronome tu. Para a 3.ª pessoa, o certo é fique: Fique você comigo. / Venha pra Caixa você também. / Chegue aqui.
37. A questão não tem nada "haver" com você. A questão, na verdade, não tem nada a ver ou nada que ver. Da mesma forma: Tem tudo a ver com você.
38. A corrida custa 5 "real". A moeda tem plural, e regular: A corrida custa 5 reais.
39. Vou "emprestar" dele. Emprestar é ceder, e não tomar por empréstimo: Vou pegar o livro emprestado. Ou: Vou emprestar o livro (ceder) ao meu irmão. Repare nesta concordância: Pediu emprestadas duas malas.
40. Foi "taxado" de ladrão. Tachar é que significa acusar de: Foi tachado de ladrão. / Foi tachado de leviano.

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

SÍNDROME DO PÂNICO CRESCE ENTRE A POPULAÇÃO...

VI ESTA MÁTERIA NA REVISTA ONLINE - PROFISSÃO BELEZA - E ACHEI LEGAL POSTAR AQUI, POIS COMO JÁ SOFRI DE UMA FOBIA, E SEI COMO É DIFÍCIL PRA QUEM SOFRE COM A SÍNDROME, ESTA MATÉRIA FICA COMO AJUDA E ALERTA.

A síndrome ou transtorno do pânico levou considerável tempo para ser reconhecida como doença, devido aos inúmeros sinais que apresenta. Trata-se de uma condição mental psiquiátrica que faz com que o indivíduo tenha ataques de pânico esporádicos, intensos e muitas vezes recorrentes.

De acordo com José Moromizato, médico que atua há vinte anos como cirurgião e que pela sua vasta experiência percebeu a relação que existe entre a saúde mental e fisica, essa moléstia que já atinge 4% da população mundial, incidindo três vezes mais em mulheres do que nos homens. “É muito extensa a faixa etária atingida por esse mal, embora grande parte esteja entre os vinte e quarenta anos, no auge do período profissional. Tem-se constatado também em grande número de mulheres que iniciam o período da menopausa”.

O especialista revela que o perfil do paciente que é atingido pela crise do medo é de uma pessoa com a mente muito ágil e perfeccionista, com tendência a assumir responsabilidades além do seu próprio limite. “Quando a vida traz uma situação inesperada e traumatizante (geralmente perda de entes queridos e abalos financeiros) o nível de estresse é tão alto que este indivíduo entra em crise, caracterizada por taquicardia (batimentos acelerados e intensos do coração), sudorese sem febre, enjôos, dor de cabeça e no tórax, sendo muito confundida com um infarto”.

O sentimento de impotência perante os sintomas físicos e a falta de controle emocional levam ao desespero, com a nítida impressão de morte próxima. “Geralmente estes sintomas físicos o fazem buscar ajuda em prontos-socorros e clínicas de emergência. O susto dá vez para o alívio e ao mesmo tempo à frustração ao saber que não se trata de nenhuma patologia física.

Gradativamente o doente, com medo das crises, vai afastando-se dos seus afazeres diários e procura não entrar em contato com situações que ameacem desencadear outras crises (como ambientes cheios de pessoas, transportes públicos e lugares fechados). Ele se isola cada vez mais no único lugar que julga ser seguro, o próprio lar”.

Embora toda essa sintomatologia dê a impressão de que a indisposição é progressiva e incurável, quando diagnosticada apresenta resultados positivos e rápidos durante o tratamento. “A grande demora encontra-se na análise, pois os sintomas acobertam a verdadeira causa do problema, que é emocional. Se o indivíduo começa a ter freqüentes palpitações, procura um cardiologista, se sofre de dores durante as crises procura um neurologista ou reumatologista”.
O especialista ilustra que atualmente os tratamentos mais indicados são os que combinam medicação ansiolítica com psicoterapia. Esta última visa entre muitas coisas auxiliar o paciente no resgate da autoconfiança necessária ao domínio das crises, através da consciência de si próprio. “É bom lembrar que ansiedade é uma sensação inerente ao ser humano e que o leva a tomar decisões, agir e defender-se do perigo. O grande problema é quando essa percepção torna-se presente de maneira exacerbada em nossas vidas, diminuindo o prazer de trabalhar, estudar e comprometendo os relacionamentos de modo geral”.

José Moromizato
- Cirurgião
Fonte: http://www.profissaobeleza.com.br/


Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Dicas - 100 erros mais comuns


PARTE 1/5


Erros gramaticais e ortográficos devem, por princípio, ser evitados. Alguns, no entanto, como ocorrem com maior freqüência, merecem atenção redobrada. Veja os cem mais comuns do idioma e use esta relação como um roteiro para fugir deles.
1. "Mal cheiro", "mau-humorado". Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mau humor, mal-intencionado, mau jeito, mal-estar.
2. "Fazem" cinco anos. Fazer, quando exprime tempo, é impessoal: Faz cinco anos. / Fazia dois séculos. / Fez 15 dias.
3. "Houveram" muitos acidentes. Haver, como existir, também é invariável: Houve muitos acidentes. / Havia muitas pessoas. / Deve haver muitos casos iguais.
4. "Existe" muitas esperanças. Existir, bastar, faltar, restar e sobrar admitem normalmente o plural: Existem muitas esperanças. / Bastariam dois dias. / Faltavam poucas peças. / Restaram alguns objetos. / Sobravam idéias.
5. Para "mim" fazer. Mim não faz, porque não pode ser sujeito. Assim: Para eu fazer, para eu dizer, para eu trazer.
6. Entre "eu" e você. Depois de preposição, usa-se mim ou ti: Entre mim e você. / Entre eles e ti.
7. "Há" dez anos "atrás". Há e atrás indicam passado na frase. Use apenas há dez anos ou dez anos atrás.
8. "Entrar dentro". O certo: entrar em. Veja outras redundâncias: Sair fora ou para fora, elo de ligação, monopólio exclusivo, já não há mais, ganhar grátis, viúva do falecido.
9. "Venda à prazo". Não existe crase antes de palavra masculina, a menos que esteja subentendida a palavra moda: Salto à (moda de) Luís XV. Nos demais casos: A salvo, a bordo, a pé, a esmo, a cavalo, a caráter.
10. "Porque" você foi? Sempre que estiver clara ou implícita a palavra razão, use por que separado: Por que (razão) você foi? / Não sei por que (razão) ele faltou. / Explique por que razão você se atrasou. Porque é usado nas respostas: Ele se atrasou porque o trânsito estava congestionado.
11. Vai assistir "o" jogo hoje. Assistir como presenciar exige a: Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou (desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo. / Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / Visava aos estudantes.
12. Preferia ir "do que" ficar. Prefere-se sempre uma coisa a outra: Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer sem glória.
13. O resultado do jogo, não o abateu. Não se separa com vírgula o sujeito do predicado. Assim: O resultado do jogo não o abateu. Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. Não existe o sinal entre o predicado e o complemento: O prefeito prometeu novas denúncias.
14. Não há regra sem "excessão". O certo é exceção. Veja outras grafias erradas e, entre parênteses, a forma correta: "paralizar" (paralisar), "beneficiente" (beneficente), "xuxu" (chuchu), "previlégio" (privilégio), "vultuoso" (vultoso), "cincoenta" (cinqüenta), "zuar" (zoar), "frustado" (frustrado), "calcáreo" (calcário), "advinhar" (adivinhar), "benvindo" (bem-vindo), "ascenção" (ascensão), "pixar" (pichar), "impecilho" (empecilho), "envólucro" (invólucro).
15. Quebrou "o" óculos. Concordância no plural: os óculos, meus óculos. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.
16. Comprei "ele" para você. Eu, tu, ele, nós, vós e eles não podem ser objeto direto. Assim: Comprei-o para você. Também: Deixe-os sair, mandou-nos entrar, viu-a, mandou-me.
17. Nunca "lhe" vi. Lhe substitui a ele, a eles, a você e a vocês e por isso não pode ser usado com objeto direto: Nunca o vi. / Não o convidei. / A mulher o deixou. / Ela o ama.


Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

VOCÊ SENTE SACIEDADE QUANDO COME?



FOME E SACIEDADE
Sabe aquela fome de louco? Gente é tão gostoso quando nos sentamos para comer. No geral a comida fica muito... Mas muito mais gostosa e cheirosa. Lendo uma matéria na revista: PROFISSÃO BELEZA - http://www.profissaobeleza.com.br, Resolvi postar este texto e aproveitar algumas coisas que nos diz a endocrinologista a baixo citada. Veja o que nos diz a Drª Ellen Simone Paiva, diretora do CITEN, Centro Integrado de Terapia Nutricional. “É exatamente porque sentimos fome que protegemos nossos estoques de energia e mantemos nossos níveis de açúcar dentro de uma faixa normal, para atender às nossas demandas. Três ou quatro horas depois de uma refeição, na medida em que nossos níveis de açúcar no sangue começam a cair, ocorre um estímulo progressivo nos centros neurológicos da fome no cérebro e buscamos comida. Respeitar esse tempo entre uma refeição e outra é nosso principal aliado para sentirmos “uma fome normal”, Há uma crença equivocada de que a sensação de fome está alterada nas pessoas que comem muito e/ou que são obesas. “Muitas delas chegam ao consultório desejosas de tomarem algum medicamento que sacie a fome.A crença é de que essas pessoas têm mais fome do que as demais pessoas que comem menos. Grande equívoco. As pessoas que comem mais e/ou são obesas têm na realidade uma grande falha nos sinais de saciedade”, informa a médica. Gente, normalmente quando a gente come compulsivamente, comemos coisas que nos agradam, tipo, pacote de biscoito de chocolate recheado, lata de leite condensado e outras guloseimas bem agradáveis. Agora te pergunto: você acha que isso é fome ou ansiedade? Não é fome. Nestes casos comemos alimentos que nos causam prazer.Normalmente que faz isso, além de comer todas essas guloseimas ainda tem espaço pras refeições básicas.É comprovado cientificamente que a fome trás consigo alterações de humor e depressão, fazendo a pessoa sabotar dietas, pois acredita que comer é a única solução. Fiquem de olho nessa anormalidade de alteração de apetite e procure o seu médico, além de prestar mais atenção e seu filho, pois está aumentando muito o índice de obesidade infantil. Veja a baixo 10 dicas da Drª Ellen Paiva: 1. Coma devagar – os sinais de saciedade são exercidos por substâncias químicas liberadas pelas células do trato digestivo que, como hormônios, são liberados na corrente sangüínea e alcançam os centros cerebrais que regulam fome e saciedade. “Quando comemos muito rápido, simplesmente não damos tempo para que isso ocorra ou quando essas substâncias alcançam o cérebro, já estamos com o estômago muito cheio.” 2. Faça refeições em intervalos regulares – ao pular uma das refeições, passamos mais de seis horas sem nos alimentar e isso simplesmente inviabiliza uma próxima refeição normal. “O jejum prolongado faz com que todos os sinais de fome sejam acionados e não sejamos seletivos na escolha da próxima refeição. Além disso, ao comermos a cada três horas, conseguiremos ter saciedade mais precoce e reduzimos tranquilamente o volume das refeições diárias”. 3. Faça sempre refeições balanceadas – nada de abolir os carboidratos do jantar, nada de comer somente salada e grelhado no almoço, mas também nada de comer apenas carboidratos. “A explicação é simples: a composição balanceada de uma dieta melhora o tempo de digestão e absorção dos alimentos, tornando mais prolongada a saciedade, uma vez que reduz a velocidade do esvaziamento gástrico”; 4. Adicione alimentos integrais e ricos em fibras à sua dieta – vale a pena mudar para o pão integral e para o arroz integral, comer saladas e frutas que são ricas em fibras, adicionar grão de bico ou feijão às saladas e utilizar cereais integrais em lanches. “Os alimentos ricos em fibras reduzem o esvaziamento gástrico, aumentando assim o tempo de saciedade após a refeição”; 5. Evite ingerir refeições volumosas – estas refeições condicionam nossa saciedade a uma ingestão sempre de grande volume de alimentos, fazendo com que só nos sintamos satisfeitos quando nosso estômago estiver muito cheio. “Isso acaba por criar um hábito de comer muito e só sentir saciedade quando ultrapassamos os limites”; 6. Não abra mão das saladas – geralmente, quando partimos diretamente para o prato principal, ingerimos um maior volume de alimentos. A saciedade depende também do volume do alimento. “As saladas, além de ricas em fibras, aumentam o volume do bolo alimentar e reduzem parte da fome com a qual iniciamos o prato principal. Isso pode ser facilmente exemplificado com as massas. Quando ingerimos um belo prato de saladas, antes do espaguete no domingo, precisamos de muito menos massa para sentirmos satisfeitos”; 7. Saciedade é treino e equilíbrio – isso é perceptível nos casos de ansiedade, quando passamos a ter maior necessidade de grandes volumes de alimento. “A ansiedade não nos permite saborear o alimento, nem sentir saciedade. Logo, é preciso exercitar equilíbrio e calma para fazer nossas escolhas alimentares e para nos sentirmos saciados com elas”; 8. Evite o comportamento beliscador – comer pequenas porções de alimento, várias vezes ao dia, compromete a saciedade, pois quem tem esse comportamento nunca tem fome suficiente para comer uma refeição, mas também nunca está totalmente sem fome para recusar guloseimas. “Esse modelo alimentar gera uma falta de saciedade crônica e a ingestão de grandes volumes de pequenas porções de alimentos, que, quando somadas resultam em muito mais calorias do que se ingere nas refeições convencionais”; 9. Não troque refeições por doces – esse comportamento resulta em desnutrição por falta dos alimentos básicos e fome crônica, uma vez que os doces são rapidamente absorvidos e elevam a produção de insulina muito rapidamente. Esse hormônio reduz o tempo de saciedade, resultando em sensação de fome precoce; 10. Não coma sem estar atento ao alimento – evite comer na frente do computador, assistindo à TV ou estudando. “Quando não observamos o que e o quanto comemos, grandes volumes são ingeridos sem a percepção da saciedade. É freqüente presenciarmos na saída de um cinema, após comer um balde de pipocas (1200 calorias), alguém perguntar aos acompanhantes onde eles irão jantar”.

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

VÍDEO QUE VALE A PENA VER

Reserve dois minutos e meio do seu tempo e veja esse vídeo!
Vai valer a pena...




Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

sábado, 22 de agosto de 2009

Amazon, Microsoft e Yahoo contra Google


Amazon, Microsoft e Yahoo contra Google
Os três gigantes do mercado digital lançam aliança para combater um alegado monopólio do sistema de registro de livros do Google, que, após acordo de direitos autorais, já digitalizou 1,5 milhão de livros
21/08/2009 - 12:17

A Amazon, Microsoft e o Yahoo estão formando uma coalizão chamada Open Book Alliance (Aliança para Livros Abertos) que visa combater o acordo feito entre o Google e as principais editoras dos Estados Unidos para a publicação de livros online. O esforço é liderado pela Internet Archive, entidade que há muito tempo critica a atitude do Google que, segundo as empresas, teria o monopólio do sistema de bibliotecas naquele país.

O Google havia conseguido recentemente a um acordo com editoras que acusavam a empresa de violar direitos autorais, por utilizar sem anuência das mesmas os livros digitais. O Google criou, então, a Book Rights Registry. Pagou US$ 125 milhões por isso, de modo que essa entidade renumere as editoras e autores.

A Microsoft e o Yahoo poderiam sofrer danos se a expansão do Google para livros digitais trouxesse ainda mais tráfego para sua página de busca. Até o momento, o Internet Archive já digitalizou 1,5 milhão de livros, que podem ser acessados gratuitamente pelas pessoas.

Com informações da AP e IDG.

Fonte:http://www.meioemensagem.com.br/novomm/br/Conteudo/?Amazon__Microsoft_e_Yahoo_contra_Google


Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Água doce e limpa: de "dádiva" à raridade*



A água no mundo

...A quantidade de água doce no mundo estocada em rios e lagos, pronta para o consumo, é suficiente para atender de 6 a 7 vezes o mínimo anual que cada habitante do Planeta precisa. Apesar de parecer abundante, esse recurso é escasso: representa apenas 0,3% do total de água no Planeta. O restante dos 2,5% de água doce está nos lençóis freáticos e aqüíferos, nas calotas polares, geleiras, neve permanente e outros reservatórios, como pântanos, por exemplo.
Se em termos globais a água doce é suficiente para todos, sua distribução é irregular no território. Os fluxos estão concentrados nas regiões intertropicais, que possuem 50% do escoamento das águas. Nas zonas temperadas, estão 48%, e nas zonas áridas e semi-áridas, apenas 2%. Além disso, as demandas de uso também são diferentes, sendo maiores nos países desenvolvidos.
O cenário de escassez se deve não apenas à irregularidade na distribuição da água e ao aumento das demandas - o que muitas vezes pode gerar conflitos de uso – mas também ao fato de que, nos últimos 50 anos, a degradação da qualidade da água aumentou em níveis alarmantes. Atualmente, grandes centros urbanos, industriais e áreas de desenvolvimento agrícola com grande uso de adubos químicos e agrotóxicos já enfrentam a falta de qualidade da água, o que pode gerar graves problemas de saúde pública.

*(Parte do texto) Texo original publicado no Almanaque Brasil Socioambiental no ano de 2007.


Fonte: http://www.socioambiental.org/esp/agua/pgn/

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

PROFISSÃO SECRETÁRIA


QUE É VOCÊ SECRETÁRIA?

É a profissional que vai assessorar outros profissionais em diversos serviços administrativos. Ela tem com uma de suas funções, criar uma infra-estrutura para apoio de seu gerente, chefe e/ou superiores, possam desenvolver suas tarefas diárias da melhor forma possível.
Suas características básicas:
Precisa constantemente se reciclar para o bom desempenho de suas funções, ter paciência, ser idônea, ter discernimento, ter iniciativa, decisão, organização e principalmente ética profissional.
Se você reúne todas essas características poderá ser um profissional eficiente.
Antes da globalização suas funções se resumiam em de assistentes ou auxiliares, para atender telefone, organizavam arquivos, cuidar de agendas e tal. Porém novos conceitos corporativos foram agregados a esta profissão, como secretária seja ela executiva ou não, tem um papel de liderança abaixo do seu superior. Ela participa de reuniões, organiza a vida profissional do executivo, diretor ou gerente, faz contato com clientes e posso dizer que tem que dominar os assuntos comerciais tanto quanto seu superior quem sabe até mais que ele.
QUEM PRECISA SABER MAIS O EXECUTIVO OU A SECRETÁRIA? Uma boa secretária precisa ser multifuncional, que tem o poder de executar tarefas diversas e conhecer todos os setores internos da empresa, garantindo um bom desempenho em suas funções, pois lhe dará o credito de conhecer a empresa e seus setores. Um executivo e sua secretária, formam uma dupla no trabalho. Em alguns países da Europa e da América do Norte o treinamento desta dupla e junto, para o desenvolvimento e planejamento empresarial. Com essa evolução de pensamento executivo em empresas de grande porte, a função de secretária vem cada vez mais se destacando, se fazendo necessário treinamento nas áreas de trabalho comuns com o executivo. Mas se sua empresa ainda não aderiu estes novos moldes executivos, busque treinamento e reciclagem fora, caso ainda não esteja ativa no mercado, procure se atualizar ao máximo se preparando para competir no mercado de trabalho, pois sendo a secretária a pessoa de ligação direta ao superior da empresa, naturalmente deverá obter um grande conhecimento do trabalho desempenhado pelo executivo, dará uma enorme base e saberá delegar tarefas caso haja um novo planejamento ou implantação e execução de novas idéias.

Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.
Não deixe de solicitar informações sobre nossa apostila "ASSISTENTE DE DIRETORIA"
alinemarc@ymail.com

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Campanha Saco é um saco

Saco é um saco
Com esse lema, o Ministério do Meio Ambiente lança campanha para consumo consciente de sacolas plásticas, que já atingem a marca alarmante de 12 bilhões por ano no país


Todo mundo sabe que as sacolinhas de supermercados são um grande problema ambiental. Depois que o consumidor chega em casa e organiza suas compras nos devidos lugares, elas viram um amontoado de material desnecessário e de destino incerto. Por isso, o MMA - Ministério do Meio Ambiente - lançou, em 23 de junho, a campanha “Saco é um saco: Pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra você”.

A iniciativa será veiculada na televisão e cinema (com dois filmes de curta duração - de junho a dezembro -, que também ficarão disponíveis também no You Tube), internet, rádio, jornal e revistas, além de fazer uso de marketing viral e prever a distribuição de folhetos. A campanha foi dividida em quatro fases e inclui avaliação final.

O plástico leva cerca de 400 anos para se decompor nos aterros sanitários ou nos lixões e o uso de material descartável em excesso resulta no acúmulo de lixo que vai parar nos bueiros, nos rios e nos mares, matando animais, demandando altos investimentos do governo para limpar essa bagunça e piorando a qualidade de vida das pessoas.

São distribuídas, no mundo, entre 500 bilhões e um trilhão de sacolas plásticas por ano. Um produto que têm custo zero para o cliente, mas requer injeções de recursos para solucionar as complicações que elas causam a longo prazo.

Por que as pessoas insistem, afinal de contas, em fazer uso das sacolinhas? Uma das causas, de acordo com o Ministério é uma característica da sociedade brasileira: o reuso para o acondicionamento de lixo, que acontece em todas as classes sociais. Introduzidas na década de 1980, elas causaram uma revolução na coleta de lixo, principalmente para as populações de classe baixa, que não compravam – e ainda não tem o costume de comprar - sacos de lixo por causa do preço.

Esse é um dos aspectos que a campanha abarca para pregar que, enquanto menos de 10% dos municípios brasileiros contam com sistemas de coleta seletiva, ainda não é possível falar em abolir as sacolas plásticas. A iniciativa situa o problema no âmbito do consumo consciente e vai investir em parcerias com estabelecimentos e material de divulgação.

O consumo sustentável é a abordagem principal do Processo de Marrakech, um programa do PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - que incentiva os países participantes a realizar ações de mudanças na produção e no consumo. O Brasil aderiu ao Processo em 2003 e se comprometeu a fazer dele uma diretriz do MMA.

Outras opções vêm sendo estudadas pelo MMA, como os oxi-biodegradáveis e dos chamados bioplásticos. Os primeiros, segundo o Ministério, não resolvem por si só os problemas ambientais causados pelas sacolas plásticas descartadas como lixo ou como recipiente para o lixo. Além disso, o fato de ser biodegradável pode levar à sociedade a pensar que o material irá se decompor naturalmente, o que incentivaria o descarte irresponsável.

O plástico oxi-biodegradável é que, sob certas condições de luz e calor, se fragmenta e torna o manejo desses resíduos mais complexo porque ainda não foi determinado o seu impacto.

Quanto à tecnologia dos bioplásticos, que podem ser biodegradáveis e compostáveis, o MMA entende que deve ser incentivada no Brasil, como já acontece em outros países. No entanto, no que diz respeito ao uso do bioplástico para a confecção de sacolas, existe uma ressalva importante: sem a implementação de uma política de coleta seletiva, de sistemas de compostagem e biodigestores, a aplicação deste material agravaria a situação dos depósitos de lixo no que diz respeito ao acúmulo de resíduos orgânicos, liberando mais gases de efeito estufa como CO2 e CH4.





Manoella Oliveira
Planeta Sustentável - 22/06/2009

Alimentos Transgênicos


Alimentos Transgênicos


Aproximadamente treze mil anos, agricultores iniciaram um lento processo de melhoramento pela seleção das sementes das melhores plantas, descobrindo as primeiras alterações genotípicas. No início do século XX, após a divulgação das pesquisas de Gregor Mendel, que forneceram as bases para o entendimento e a manipulação da hereditariedade, aumentaram consideravelmente a produtividade agrícola.
Entre 1970 e 1980 Foram anos fortes para as grandes transformações da biologia com a descoberta da organização, do funcionamento e da variação do material genético dos seres vivos. Desse conhecimento, decorreram tecnologias que permitiram novas combinações genéticas.
O que são alimentos transgênicos?
São produzidos pela transferência controlada de genes de uma espécie para outra, sem efetuar cruzamentos, com o objetivo de introduzir uma única característica desejada.
Neste programas de melhoramento, são consideradas as seguintes características: aumento da produtividade, resistência às pragas e doenças e qualidade nutricional dos itens cultivados, onde são considerados teor de sacarose e vitaminas, qualidade do óleo e gosto dos alimentos.
As possibilidades de transformação genética em plantas utilizadas como alimento humano são enormes: arroz rico em vitaminas, tomate com elevado teor de licopeno para prevenção do câncer, amendoim sem proteínas alergênicas, bananas contendo vacinas, soja com óleo mais saudável para a dieta de pacientes cardíacos.
A bactéria Bacillus thuringiensis apresenta um gene de interesse, adequado para se introduzir em uma planta que serve como alimento, já que ela produz uma determinada proteína que causa mortalidade de lagartas de borboletas e mariposas ( proteína Cry 1A) e outra que mata larva de besouros ( proteína Cry 3A). Estas lagartas e larvas são pragas para lavouras de milho, algodão, batata, etc. Neste caso, o gene de interesse é o responsável pela produção desta ou daquela proteína. Este ou aquele gene será introduzido na semente de milho, algodão, batata, afim de que a própria planta passe a produzir a proteína que é tóxica para as lagartas ou larvas, tornando-se capaz de defender-se das pragas.
Desvantagens deste alimentos:
São apontados riscos para o meio ambiente e para a saúde do consumidor:
Os principais receios são os riscos do escape gênico, ou seja, de os transgenes se espalharem no meio ambiente por cruzamento natural entre as variedades geneticamente modificadas e seus parentes silvestres, tornando – os difíceis de controlar. Outro receio diz respeito aos efeitos adversos dessas variedades sobre os insetos benéficos. Essas e outras questões de segurança desses produtos são exaustivamente analisadas antes da liberação de qualquer um deles para o consumo e o plantio comercial.
Finalmente, deve ser considerado o impacto econômico produzido pelo cultivo e pela comercialização desses alimentos: quem os colocar no mercado poderá obter lucro, mas acabará excluindo produtos do mercado, podendo criar um monopólio, levando à falência de pequenos agricultores.

Fonte: www.abhorticultura.com.br



Se achou que esse é um bom blog, vote no link
"OS MELHORES BLOGS ESTÃO AQUI."
Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Recuo estratégico

Recebi este artigo do Prof Ney Cautela - Este artigo não foi escrito por mim, mas achei bastante útil e resolvi postar aqui no blog.


Recuo estratégicoÀs vezes, dar um passo atrás é um movimento importante para evoluir profissionalmentePor Marina Izidoro
Clarissa Cruz, 35 anos, da Amsterdam Sauer: sem receio de abrir mão deuma carreira no exteriorÉ falsa a ideia de que na carreira as pessoas só crescem rumo ao topo. Às vezes, dar um passo atrás é uma decisão importante para evoluir profissionalmente. Ao longo de uma carreira, muitas situações podem levar uma pessoa a considerar a possibilidade de abrir mão de uma oportunidade em nome de um benefício maior no futuro. Pode ser para fazer um curso no exterior, para ingressar na empresa dos seus sonhos ou mesmo para se recolocar depois de uma demissão. “A pessoa deve questionar-se sempre sobre onde ela está e o que quer para a carreira”, diz Glaucy Bocci, gerente de leadership transformation, do Hay Group, consultoria de RH de São Paulo. “Ela deve buscar aquilo que mais a motiva, mesmo que isso signifique abrir mão de algo momentaneamente.” Não se trata de uma decisão fácil, mas pode ser produtiva se for tomada com consciência.A gaúcha Clarissa Rossato da Cruz, de 35 anos, gerente de vendas e eventos da joalheria Amsterdam Sauer, em São Paulo, decidiu, em duas ocasiões, dar passos atrás em nome de sua evolução. Há oito anos, trocou a estabilidade de uma carreira na área de Direito no Brasil para tentar trabalhar no mercado de alto luxo na Inglaterra. Após concluir uma especialização na Academia de Direito Internacional de Haia, na Holanda, Clarissa teve a chance de voltar ao Brasil e assumir um posto no escritório de advocacia da família. Mas preferiu seguir sua vocação. Mudou-se para Londres e, em pouco tempo, conseguiu uma vaga de vendedora da grife Prada na Harrods, uma das mais conhecidas lojas de departamentos da Europa. Em quatro anos chegou a gerente de vendas sênior.Transferiu-se para a marca Dolce & Gabbana, para o mesmo cargo, mas para atender somente clientes exclusivos, entre eles várias celebridades internacionais. Em 2005, Clarissa fez um curso de finanças corporativas na London Business School, o que lhe abriu as portas para outras empresas do mercado de alto luxo, como a centenária joalheria Asprey. No ano passado, quando era gerente sênior de vendas da marca de diamantes De Beers, Clarissa decidiu voltar ao Brasil e desenvolver sua carreira no mercado de luxo local. Para muitos, foi outro passo atrás. Não para Clarissa. “As pessoas me perguntavam por que eu estava fazendo aquilo, mas senti que era hora de fechar um ciclo”, diz. “Decidi voltar, mirando o crescimento mais adiante”, diz ela. “Acho que o mercado brasileiro tem muito potencial.”Isso pode acontecer com você. Situações em que vale a pena considerar dar um passo atrás na profissão.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

OBESIDADE INFANTIL

VEJA COMO REVERTER ESTA HISTÓRIA...
CUIDE DE SUAS CRIANÇAS.




VISITE OS LINKS DO GOOGLE, TEM SEMPRE UMA COISA INTERESSANTE LÁ

segunda-feira, 6 de julho de 2009

CONCORDÂNCIA VERBAL

Sujeito constituído por cerca de, mais de, menos de
Sujeito constituído por expressões que indicam quantidade aproximada determina que a concordância se faça com o complemento dessas expressões:
Cerca de cem estudantes adquiriam os livros.Menos de dez pessoas entraram na loja.
A expressão mais de um determina o verbo no singular:
Mais de um executivo viajou para o Rio de Janeiro
Se essas expressões se repetirem, o verbo irá para o plural.
O Sujeito é um pronome interrogativo, demonstrativo ou indefinido plural
Se o sujeito for constituído pelos pronomes indicados, o verbo pode permanecer na 3ª pessoa do plural ou concordar com o pronome pessoal que indica o todo:
Quantos, entre os empregados, estariam dispostos a participar dos festejos?Quantos, entre vós, estaríeis dispostos...
Se o interrogativo estiver no singular, o verbo ficará no singular. Nas orações interrogativas que utilizam quem ou o que, faz-se a concordância com o substantivo ou pronome que vier depois do verbo:
Quem são os clientes?Quem és tu, ó Florentina?Quem sois vós que tanto me aperreias?Que será isso que aconteceu?O que são estragos, defeitos?
Sujeitos ligados por ou e por nem
Se ligados por essas conjunções, o verbo tanto pode ir para o plural como ficar no singular, conforme se queira ou não atribuir a ação a todos os sujeitos:
Ou o Departamento de Vendas ou o de Promoção terá de alterar o comportamento...Nem o Departamento de Vendas nem o de Promoção tiveram de alterar o comportamento.
Se a ação só pode ser atribuída a um deles, o verbo ficará no singular:
Ou o gerente ou o diretor será responsável.
As expressões um ou outro ou nem um nem outro admitem o verbo no singular.
Um ou outro teria de digitar o relatório.Nem uma nem outra respondeu acertadamente à questão.
Já a locução um e outro leva, com freqüência, o verbo no plural:
Um e outro auxiliar de escritório admitiam estar enganados.

terça-feira, 30 de junho de 2009

MMA PREGA USO CONSCIENTE DE SACOLAS PLÁSTICAS.

MMA prega uso consciente de sacolas plásticas
Com o mote "Saco é um saco", Ministério do Meio Ambiente e Wal-Mart estimulam a redução do uso de sacolas plásticas em prol da conservação do meio.
Marcos Bonfim

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/
"Saco é um saco" é o slogan adotado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) para a nova campanha do órgão, feita em parceria com a rede de supermercados Wal-Mart Brasil. A ação foi apresentada na semana passada, durante o lançamento do Pacto pela Sustentabilidade, iniciativa da rede varejista com o objetivo de propor que a empresa, especialistas e fornecedores trabalhem com o foco na preservação do meio ambiente. O ministro da pasta, Carlos Minc, participou do evento em São Paulo. A nova campanha, realizada pela rede varejista e oferecida ao MMA no formato pro bono (gratuitamente), é assinada pela agência Africa - detentora da conta da Wal-Mart Brasil - e visa estimular a redução do consumo de sacolas plásticas e a busca dos usuários por embalagens sustentáveis. Em um dos filmes de 30 segundos, estrelado por José Junior (fundador do grupo cultural AfroReggae), a linguagem direta e bem-humorada informa dados relativos ao consumo das sacolas pelo mundo, recomenda a utilização da versão retornável e finaliza com as sugestões "recuse, reduza, reutilize." A campanha ainda não tem data para entrar no ar porque aguarda a liberação gratuita de espaço nos veículos de comunicação.O plano de mídia é composto ainda por mais um filme de 30 segundos para TV, intitulado "Ciclos" - o comercial mostra uma cidade ilhada que vai voltando ao normal com a prática cidadã das pessoas que a habitam - além de anúncios, cartazes, adesivos e folders. A ação envolve também a criação do blog www.mma.gov.br/sacolasplasticas, em que o consumidor encontra dicas, informações, materiais alternativos e situações nas quais o uso das sacolas é dispensável. O País utiliza 12 bilhões de sacolas por ano e cerca de 66 sacos plásticos por mês para cada brasileiro, de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).