.

E http://dicasdaantenadaereciclada.blogspot.com/: Com dicas de locais interessantes, compras, decoração, diversão tendo por objetivo a reciclagem, o estar em dia com o que acontece contribuindo para você viver melhor!

.

Related Posts with Thumbnails

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Concordância Verbal - Parte 1

Fonte: Gramática Por Algosobre
conteudo@algosobre.com.br


Publicidade

Regra geral, o verbo deve concordar com o sujeito em número e pessoa. Exemplos:
O gerente falou com a secretária
A secretária e suas auxiliares não compareceram à reunião.
Os casos mais interessantes são expostos a seguir.
Sujeito coletivo
Se o sujeito for um coletivo do singular seguindo de um complemento no plural, o verbo pode ir para o plural ou permanecer no singular:
A série de notas fiscais referentes ao pagamento das mercadorias adquiridas no mês de março próximo passado está sendo enviada a V.Sa. através de nosso representante.
A série de notas fiscais está...
O conjunto de duplicatas é...
O número de papéis e documentos é inferior...
A multidão foi levada...
A maioria das notas fiscais é tirada no computador.
Há casos, porém, em que o redator percebe a fraqueza gramatical diante da idéia que quer transmitir:
A maior parte dos executivos lêem jornais pela manhã.
Um coletivo geral determina que o verbo permaneça no singular:
O povo queria eleições diretas para presidência da República.
O exército não se conformou com o papel que lhe reservou a nova Constituição.
A tendência hoje é pela concordância com a expressão utilizada. Da mesma forma, uma expressão partitiva tanto pode levar o verbo para o plural, como admitir o uso do singular:
A maior parte dos funcionários conseguiu...
Uma porção de notas promissórias vence...
Um grupo de notas promissórias estão rasuradas.
Há outras expressões cujo procedimento quanto ao uso de singular e plural é semelhante; são elas: uma porção de, o grosso de, o resto de.

PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUISTICA (PNL)

PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUISTICA (PNL)
JÁ OUVIU FALAR? BUSQUE CONHECER.


Antes de minha passagem por uma empresa de recursos humanos, nunca tinha me interessado por PNL, mas como tudo na vida muda, procurei entender um pouco mais do assunto e descobri o quão interessante pode ser conhecer os seus limites e saber lidar com o outro.
Se você é como eu fui, “já ouviu falar de PNL, mas nunca quis saber a fundo o que é ou ainda se nunca ouviu falar mas, gostaria muito de saber o que é.” A baixo vou descrever numa linguagem de leigo como podemos usar a PNL para nos ajudar a sermos pessoas mais atentas a nossa volta e ter um autocontrole sobre nossas características negativas.
O estudo que começou no meio dos anos 70 quando o psicólogo Richard Bandler e o lingüísta John Grinder. Eles estudaram excelentes comunicadores.
O objetivo de ambos era descobrir a resposta a seguintes questionamentos:
O que faz alguém realmente habilidoso?
Como algumas pessoas especialmente bem sucedidas fazem o que fazem, tão bem?
Quando encontraram as respostas para estas perguntas formou-se a base da PNL.
A PNL é ensinada por todo o mundo, em negócios, desenvolvimento pessoal, educação, esportes e terapia.

A PNL possui três partes:

Programação: nossa ação como agir para atingir nossos resultados;

Neuro: nossa neurologia, como pensamos e sentimos;

Lingüística: nossa linguagem, como entendemos a linguagem e como somos afetados por ela.

PNL é mais do que uma coleção de técnicas de analise de movimentos e linguagem corporal. É o conhecer-se e conhecer o outro, é mudar uma maneira de pensar além de conseguir modificar-se mentalmente é baseado em descobrimentos e tornar-se mais atento.

Você pode se perguntar, mas pra mim, para que serve a PNL?

E eu te respondo colocando a baixo a uma lista de respostas do que você pode mudar com a PNL.

• Adquirir um melhor entendimento de você mesmo e dos outros
• Construir relacionamentos mais satisfatórios
• Desenvolver sua intuição lendo os sinais não verbais
• Desfazer-se de emoções negativas – stress, medo e culpa
• Estabelecer metas que sejam motivadoras, realistas e satisfatórias
• Esclarecer quais são seus valores e limites
• Aumentar os limites de seus sentidos – ter mais prazer pela vida – ser capaz de ver, ouvir e sentir mais
• Superar medos presentes e passados que te limitam
• Mudar hábitos que você não quer mais
• Construir um futuro poderoso e inspirador para você e seus negócios
• Equilibrar sua vida de uma maneira mais satisfatória lidando melhor com conflitos
• Entender como você entende o tempo e como fazer melhor uso dele
• Aprender através de suas experiências mais produtivas e melhores então você poderá ser
consistentemente bem sucedido
• Estabelecer reuniões mais produtivas
• Fazer “perguntas chave” para impedir mal entendidos
• Ser mais influente
• Saber como outros estão pensando e como eles tomam decisões

Se quer entender um pouco mais sobre PNL, segue uma relação de filmes onde são identificado claramente técnicas de PNL:

A corrente do bem - Cenas de PNL do filme: A confiança que o professor passa para os alunos que tinha baixa estima e o mestre os faz acreditar em suas competências. Mais uma cena que podemos citar e a expressão da atriz (Helen Hunt) quando é indagada do tempo que disponibilizava ao filho.

Mentes perigosas - Cenas de PNL no filme: Dentre tantas destaco apenas essas, quando compreendemos que o temos novas perspectivas e que a mente é um músculo que precisa ser exercitado e quanto mais preparados eles estiverem, menos chances de serem derrotados.

Mais filmes que identificamos cenas de PNL, porém pesquise e faça sua própria avaliação
baseado no que leu no texto.

› O agente da estação
› A paixão de cristo
› Peixe grande e suas histórias maravilhosas
( este filme não vi ainda, mas estou indicando porque sei que faz parte desta lista)
› Meu nome é rádio
› O amor é cego -
› Don Juan de Marco


Aproveite bastante e descubra-se.

Se achou que esse é um bom blog, vote no link
"OS MELHORES BLOGS ESTÃO AQUI."
Os links do Google tem sempre uma novidade. Clique.